Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

CONTRA!

Sou absolutamente contrário ao envio da GNR para “restabelecer a ordem pública” em Timor Leste. Nestas condições, nas condições de um conflito interno, mandar uma força policial e repressiva intervir nos assuntos domésticos de uma antiga colónia só pode ser associada, por portugueses e timorenses, a um regresso à “ordem colonial”. Acrescentando um problema aos problemas internos de um País soberano. Mesmo sob pretexto de ser a pedido da facção no poder. Asneira. Contra, absolutamente.

Publicado por João Tunes às 15:24
Link do post | Comentar
4 comentários:
De Eugénio Costa Almeida a 25 de Maio de 2006
Meu caro, não sei se será contra-producente o envio da GNR, embora compreenda as suas dúvidas, oposições e, eventuais, interrogações.
Por aquilo que eu sei e por aquilo que me fazem chegar por portas e travessas, estas forças serão mais como contraforte à presença dos australianos que, clara e inequivocamente, apoiam o governo de Alkatiri enquanto os chamados rebeldes contarão com a velada simpatia de Ramos Horta e Xanana e querem, eles mesmos, a presença da GNR que já, há pouco tempo, teria sido solicitada pelo próprio Horta a Portugal e, como rápido que o Palácio das Nacessidades é, foi dizendo - depois de casa roubada (Iraque) trancas à porta - só com o pedido e o beneplácito da ONU, como parece ainda não ter recebido, porque o CS da ONU só se reune amanhã, quinta-feira.
Entretanto, já os amigos australianos vão a caminho com homens (cerca de 1300), barcos e material pesado, conforme pedido do Governo timorense, para fazer face a 50 militares(?).
Um kandando amigo
Eugénio Almeida
De João Tunes a 25 de Maio de 2006
Caro Eugénio, tudo o que disse só me confirma a ideia de inoportunidade do envio da GNR. Vai actuar por uma facção contra outra. Isso é ingerência. Para mais, tratando-se de uma força policial-repressiva da antiga potência colonial. Penso eu. Abraço.
De Marco Oliveira a 25 de Maio de 2006
Não foi com uma atitude de "não intervenção em assuntos internos de outros países" que permitiu os massacres da Libéria, Serra Leoa e Ruanda.
Quando a autoridade de um Estado se dilui, e ele se revela incapaz de manter a ordem e garantir a segurança e tranquiilidade das populações, então a Comunidade Internacional deve intervir.
De João Tunes a 25 de Maio de 2006
Então, caro Marco, pq não o mesmo procedimento com a Guiné consumida meses a fio em confrontos internos? A GNR é a Comunidade Internacional? A haver intervenção, acordada com o governo timorense e sob patrocínio da ONU, ela devia integrar forças de outros paises que não Portugal, Indonésia e Austrália. Para que não houvesse leituras ínvias que deite gasolina no fogo. E porquê Portugal? Timor Leste é país soberano e não somos seus tutores, não havendo independências grátis e protegidas. Aliás, recentemente, Timor demonstrou a sua distância relativamente a Portugal, quando preferiu a Agip à Galp. A "corrida" a Timor não passa de um reflexo paternalista de colonialistas com a consciência pesada por erros, desleixos e leviandades passadas. Explorada pela facção descontente com a influência australiana sobre Timor. E será assim lida por uma parte dos timorenses. Ou seja, vamos acrescentar um problema aos problemas já existentes.

Comentar post

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO