Quinta-feira, 9 de Março de 2006

MARCO E AS SONDAGENS

Tenho a maior consideração pelo Marco. Além do bem que escreve, de que a maior parte não percebo patavina (por minha antiga e incurável deficiência religioso-auditiva), mas de que não perco pitada, em que os muitos sinais de abertura e tolerância me bastam e me consolam, tive o prazer de o conhecer pessoalmente e de lhe ficar com o gosto da ternura própria de amigo mais velho. E só com um gajo muito porreiro, como o Marco, eu andava, como andei, corredores do Metro dentro a conversar sobre os nossos filhos, trocando emoções de alegrias de descobertas paternas, a desejar que o corredor nunca acabasse para que a conversa não tivesse nem meio nem fim.

 

Mas, mesmo na maior tolerância, cai a nódoa humana e pecadora do irredentismo. Até na religião. Ou sobretudo na religião. O Marco tem colocado no seu blogue um curioso questionário-sondagem em que à pergunta Se pudesse fazer uma pergunta a Deus seria:”, se admitem as seguintes respostas: 1) “Porque há tanto sofrimento?”; 2) “Onde estavas quando precisei de Ti?”; 3) “Quando pensas por ordem neste mundo?”; 4) Porque há tantas religiões?”; 5) “O que acontece depois da morte?”; 6) “Qual a solução para os problemas da humanidade?”; 7) “A religião Bahá'í é verdadeira?”; 8) “Não me gozem! Deus não existe...”. Repare-se que os ateus, são condenados, enquanto negadores da existência de Deus, para se exprimirem, a terem colado o labéu do herético “Não me gozem!”. Ou seja, a negação da existência de Deus é apanágio dos que, com a religião, gozam, fazem chacota dela, sofrem de escárnio crónico, desqualificando-se como ímpios. Não se lhes dando jus a entrarem no paraíso da serenidade de, sem afrontarem os religiosos, respeitando-lhes as opções, simplesmente responderem “não acredito que Deus exista”.

 

Se os tolerantes assim pensam dos “outros”, como não entender que haja tanto fundamentalismo à solta?

 

Nota: Caro Marco, está assim explicado porque não respondi nem respondo ao teu questionário-sondagem. Sem que esta recusa me impeça de te mandar mais aquele abraço.

 

Publicado por João Tunes às 14:42
Link do post | Comentar
3 comentários:
De Marco Oliveira a 9 de Março de 2006
João, acho que tens alguma razão. Mas a verdade é que não coloquei aquilo para identificar ateus com pessoas que necessáriamente fazem chacota da religião (apesar de conhecer muitos que consideram as crenças religiosas como uma brincadeira de crianças).
Vou já alterar aquela frase para que não continues um abstencionista da minha sondagem. :-)
Já agora: notei no primeiro parágrafo do teu texto alguma vontade de repetir aquele almoço. Será que é mesmo isso? :-)
De Marco Oliveira a 9 de Março de 2006
Ops. Não dá para alterar o conteúdo da página com os resultados... :-(
De João Tunes a 9 de Março de 2006
Marco, claro que vamos repetir o almoço e desta vez até podem ir os mesmos e mais cinco. Combina, pá! Quanto ao inquérito, deixa estar, porque assim tem a sua graça e se emendasses tiravas razão a este post. Abraço.

Comentar post

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO