Sábado, 21 de Abril de 2007

HORA BOA PARA A DUPLICIDADE

0019tkdy

 

Obviamente que, para o PCP, é ouro sobre azul a erupção fascistóide em Portugal, seja pelo saudosismo por Salazar ou pelas actividades provocatórias do PNR pois permite-lhe uma reposição do filme antifascista, onde entende que todas as cenas estão à medida dos seus actores-heróis (exemplificaram isso bem no veto a Ricardo Araújo Pereira para impedir que este, ainda por cima um “renegado”, discursasse na manifestação do 25 de Abril em Lisboa). Politicamente, quanto maior expressão tiver o recrudescimento do fenómeno salazarista-fascista, assim o PCP potencia quatro objectivos que lhes são caros: aumenta a temperatura da crispação política, desvalorizando-se o debate político sereno, tolerante e contraditório bem como a intervenção das instituições pilares do normal funcionamento democrático; induz um protagonismo antifascista em nome dos seus mártires e heróis e permite um maior relevo ao papel da propaganda política; concentra a leitura do texto constitucional nas partes herdadas do antifascismo socializante abrilista; acelera a politização do activismo do descontentamento social proporcionado por práticas do governo. É neste sentido que se pode ler o comunicado enfático da direcção do PCP sobre as actividades do PNR.

 

Mas, mais uma vez, a duplicidade que matricia a intervenção política do PCP vem ao de cima. De facto, como entender esta radical (e justificada) denúncia de actividades a resvalarem para a criminalidade política (caso do PNR) por parte de um partido que utiliza as páginas do seu órgão central de imprensa para apoiar em toda a linha os assassinos da ETA e elogiar como exemplos de justa luta anti-imperialista cada bomba que explode no centro de Bagdad dizimando vítimas civis, cada baixa provocada pelos tallibans no Afeganistão e as ameaças dos loucos que se querem atómicos que governam o Irão e a Coreia do Norte, bem como dando honras de convidados à “Festa do Avante” aos homens das FARC que persistem em assassinar e manter centenas de reféns, tendo organizado em Lisboa no final do ano passado um encontro internacional com dezenas de organizações que preferem a revolução à democracia e sendo um incondicional apoiante do regime policial cubano que mantêm nos cárceres mais de três centenas de prisioneiros de consciência, praticando a tortura e impedindo qualquer vestígio de pluralidade e liberdade de imprensa e de expressão?

 

Confirma-se, pois, que o PCP investe em voluntarismo oportuno as energias acumuladas na sua larga experiência nas artes da duplicidade.

Publicado por João Tunes às 02:07
Link do post | Comentar

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO