Terça-feira, 17 de Abril de 2007

INDEPENDENTISMO FUTEBOLÍSTICO-INFANTIL (no Algarve)

0019kbte

 

Com 8 anos de idade já se pode ter a cabeça cheia de ideias feitas e militâncias (independentistas, separatistas ou outras) definidas? Esta a pergunta que fica no ar depois de ler esta notícia, que relata o ocorrido este mês no Algarve com uma equipa de futebol infantil do Barcelona (em que os miúdos catalães se recusaram a entrar em campo enquanto tocava o hino nacional de Espanha em sua homenagem).

Cheguei a esta notícia por via do (justamente) indignado Daniel (ele próprio um adepto ferrenho do Barça). Naturalmente, não passa pela cabeça de ninguém que um grupo de miudagem com 8 anos tenha uma consciência política tão acesamente colectivizada e definida que tenha deliberado consciente e autonomamente um acto de afrontamento tão polémico e simbolicamente tão agressivo (provavelmente, nem a equipa sénior do Barça a tomaria). Estaremos, portanto, perante um condenável acto de miserável manipulação política de crianças em que se vislumbra o que o Daniel denuncia: Joan Laporta [Presidente do Barça] sigue empeñado en convertir al Barça en un instrumento al servicio del nazionalismo catalán y un trampolín desde el cual proyectar su futuro político”. A isto acrescento que, se manipular e instrumentalizar crianças é grave, é de um sórdida cobardia utilizar território estrangeiro para a perpetrar (duvido que idêntica encenação tivesse tido lugar se, em vez de ser no Algarve, o torneio se tivesse realizado numa qualquer cidade espanhola, talvez exceptuando Barcelona).

Lá como cá, o futebol, o melhor espectáculo do mundo, continua a servir para o pior. E nem as crianças escapam à contaminação com a porcaria da má politização do golo, do penalty, da defesa e da finta. Agora, com Joan Laporta, temos a “cantera culé” a servir de fábrica de pioneiros fanáticos em vez de futuros artistas da bola. É demais!

Publicado por João Tunes às 14:23
Link do post | Comentar
8 comentários:
De Daniel a 18 de Abril de 2007
Ahora que nadie respeta la Convención de Ginebra en las guerras, parece ser que tampoco en la "guerra de las ideas" se respeta nada... Si es preciso utilizar la inocencia de los niños se utiliza.
Cualquiera que haga esto, independientemente de su ideología, merece mi desprecio.

Salud Joâo
De Desobediente a 18 de Abril de 2007
Só me apetece fazer uma pergunta (desnecessária) será que estes jovens se chegarem a uma selecção espanhola o vão recusar, será que nessa altura não vão cantar o hino de Espanha? Será que os internacionais espanhois da equipa principal do Barcelona, não prestigiam o clube barça?
Isto é violência, é má formação e mais não digo...
um abraço
desobediente
De Vítor Sousa a 20 de Abril de 2007
A isto chamo de formatação mental dos jovens. Num dos meus últimos textos, procurava explorar os efeitos nocivos que as juventudes partidárias provocam, ao acolherem jovens destituídos de estruturas mentais que permitam submeter a ideologia ao crivo da razão. Tal como advogou, um dia, Pacheco Pereira, a abolição das Jotas - amiúde, escolas de sabujos -, ou a alteração da sua génese, seriam medidas a ponderar, na prossecução de uma democracia mais saudável.
Desconhecia o caso dos miúdos catalães. Sabe, João, nos comícios do Partido do Jardim, também já vemos muitos "autonomistas" a vituperar "Lisboa"...
De João Tunes a 20 de Abril de 2007
Olá Vitor,

O que o Jardim merecia era que EPC fosse para a Madeira. Não falo da Escola Prática de Cavalaria, falo do Eduardo Prado Coelho. O EPC a viver e a escrever na Madeira, para os continentais era um descanso.

(desculpe a forma humorística de homenagear um seu post)

Abraço.
De Vítor Sousa a 20 de Abril de 2007
João, obrigado pela sua atenção. Fui obrigado, por imposição moral, a alterar partes do meu texto relativo ao EPC. Recebi um pertinente e-mail, em que um amigo me alertava para a "crueldade com que ripostei. Às vezes, a fúria tolda a razão, e o EPC tem sido, nos últimos tempos, um nutridor dela, sempre que ataca a Madeira.
P..S: O EPC falou em nome de "todos os portugueses", assumindo que todos desejariam que a Madeira fosse "à vida". Não vi qualquer reacção. Se o silêncio fosse sinal de consentimento, temeria a razão de EPC.
De João Tunes a 20 de Abril de 2007
Vitor, não fez mal em alterar o post. A firmeza da sua indignação mantem-se e isso é o mais importante.

Comentar post

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO