Terça-feira, 17 de Abril de 2007

DOS TÍTULOS PARA AS GAVETAS

0019f8dz

 

Anda para aí quase tudo a espiolhar os títulos de quase todos e avisar sobre os abusos nos seus usos. Poucos escaparão incólumes nas peneiras, o que prenuncia uma autêntica revolução sócio-cultural num país que adormeceu encharcado em doutores e engenheiros e acordou a não saber como deve tratar o médico na consulta da Caixa, não vá o sujeito não passar de um simples e básico licenciado em Medicina e sem direito, portanto, ao trato de “doutor”.

 

Natural será que a febre alastre a outros domínios. Por exemplo, às filiações, simpatias e inclinações ideológicas e políticas. O que, diga-se, me preocupa bastante. Porque, vindo eu de outro tempo (pertenço a uma geração anterior à de Sócrates e dos outros “filhos das Jotas”), a entendo mais significativa sobre a forma de uma pessoa estar na vida com mérito que a sua colecção particular de certificados académicos. Porque os valores e a honradez para com eles, tem como júri, o supremo júri, de apreciação, a consciência do próprio.

 

Politicamente, desde que edito blogue, já me chamaram de quase tudo (pior só os insultos que tenho recebido da parte de antibenfiquistas). Desde os da banda fascistóide que me apelidam de “comuna” até aos comunistas irados que já me chamaram de “salazarista” e “anticomunista primário”. E, dispensando os insultos, não me revendo nas franjas extremas para que alguns procuram encostar-me, tenho sérias dúvidas onde exactamente me situo em termos de “títulos (políticos)”. Eis senão quando um blogue companheiro (o “Esquerda Republicana”) resolveu aliviar-me da minha tortura cardinal e arranjou-me uma gaveta com etiqueta lapidar. Diga-se que do paciente trabalho de catalogação por parte destes companheiros, não sou beneficiado exclusivo, estando lá todos (todos os mais visitados por eles, presumo) desde a “esquerda algo radical” até à “direita «liberal»”. Pois a mim, ao “Água Lisa”, calhou o título, ali certificado, de “blogue da esquerda entre o moderada e o radical”. Nada mau, assim uma espécie de esquerdista vagabundo ou náufrago, nem carne nem peixe. Mas na esquerda, o que me é fonte de algum sossego. Mas se ser-se da “esquerda entre o moderada e o radical” puxa para o híbrido e as meias tintas, vale-me não ser, o diabo seja surdo, coisas piores: “esquerda algo moderada”, “esquerda algo radical”, “direita democrática”, “direita «liberal»” ou “nem sempre sobre política”. E, suprema purificação, segundo estes companheiros com mestrado em catalogação de blogues, consegui escapar ao encaixe nos “blogues anticlericais” e nos “blogues de gajas”. Uff!

Publicado por João Tunes às 00:23
Link do post | Comentar
4 comentários:
De cristina a 17 de Abril de 2007
anyway....
De João Tunes a 17 de Abril de 2007
... forever!
De odete pinto a 17 de Abril de 2007
Com que então mais uma ocupação, de escrita de qualidade e saber, já se vê.
Parabéns.
De João Tunes a 17 de Abril de 2007
??? (não percebi)

Comentar post

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO