Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006

“Todo mundo al suelo!”

ausschnitt010101_small.jpg

Em 23 de Fevereiro de 1981, um tenente-coronel golpista e fascistóide, chamado Antonio Tejero Molina, com a inteligência do pistolão que tinha na mão e o sentido da decência, da democracia e da liberdade parecido ao chapéu de lata em tricórnio que lhe emoldurava o défice em neurónios, teve o sonho déspota e quarteleiro de calar a democracia em Espanha. E soltou esse grito hediondo perante os deputados eleitos - “Todo mundo al suelo!”.

Agora, perante o processo de novo Estatuto para a Catalunha, Tejero continua a vociferar, publicando carta de ameaça, em que diz: ”"¿Acaso nos creen aún más borregos de lo que somos? ¿Es que no van a parar de echarnos avispas para que se nos hinchen las narices y tiremos por la calle de en medio?".

O franquismo ainda circula por ali. Demais. Adormecer a memória também dá nisto.
Publicado por João Tunes às 17:15
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)

NEM SÓ SÓCRATES E ANA GOMES APOIAM FREITAS

0266.JPG

”Apesar de «afirmações despropositadas» – que não partilha –, o PCP considera que as declarações do Ministro dos Negócios Estrangeiros, a propósito da «crise dos cartoons», têm «um sentido positivo».”
Publicado por João Tunes às 16:21
Link do post | Comentar

SEM HESITAÇÕES NEM AMBIGUIDADES, DIZEM

Stalin_and_Children_1930s_2[1].jpg

“É necessário relembrar, neste ano de 2006 – em que o sistema dominante exibe todos os dias, das formas mais brutais, a sua essência opressora, exploradora, violadora dos mais elementares direitos humanos; e em que o PCP comemora 85 anos de vida e de luta contra a opressão, a exploração e pelos direitos humanos – que o Partido assume, sem hesitações nem ambiguidades, que o projecto de sociedade pelo qual se bate desde que foi criado, em 1921, tem as suas raízes nesse acontecimento maior da história universal que foi a revolução de Outubro, geradora dos maiores avanços políticos, económicos, sociais, culturais, civilizacionais alguma vez verificados.” (editorial do Avante de hoje).

Pois claro, e alinhando com os negacionistas que bolsam em cima da memória das vítimas do Holocauto, claro que o Gulag foi também uma mera invenção. Excepto para as vítimas, essas nunca contam nem para os carrascos nem para os mitómanos que lhes usam as bandeiras.
Publicado por João Tunes às 16:04
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)

A Mohamed Sissoko

sissoko_momo_lfc_profile_2005.jpg

Vales, como se outro fosse, mais que um jogo e uma vitória. Ou trinta vitórias. Até a Taça que, no caso (desejado), corre risco de ser lambuzada com os ranhos ranhosos do Veiga e do Vieira. E os adeptos somos nós, não os que se governam, governando-nos.

Um olho vale mais que uma festa. Vê lá se melhoras para eu ficar com o gosto todo em te ganhar. Lá como cá, mas contigo em campo e dando luta.
Publicado por João Tunes às 15:12
Link do post | Comentar

O MANGUSSO ZARPOU…

espera_2.JPG

… e as pitinhas ficam em espera, em espera.

[Uso o que costumo usar em casos destes. Ficar com a ponta da tristeza virada para dentro, lamentando menos uma acha que me alimentava a chama de leitura boa na lareira de companhia. Mas se gosto das palavras quando bem escritas como negar o seu direito à recolha do silêncio? E há coisa mais nobre e faladora que o silêncio?]

Mas repara só no que fizeste, caro Carlos. Encerras o Xicuembo e a terra tremeu em Maputo… Pelo visto, lá as entranhas que te espreitaram, de dentro da terra, o crescimento das solas dos pés de caminheiro de sonhos e palavras, não apreciaram teres metido trancas à porta.

E, ó Mangusso, deixas as pitinhas por aí esperando sem esperança de consolo?
Publicado por João Tunes às 12:27
Link do post | Comentar | Ver comentários (8)
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2006

TAMBÉM A NÃO PERDER

rodchenko_mother[1].jpg

Uma exposição de geniais e imortais fotografias de Alexander Rodchenko. Aqui, ao jeito de um clique no “rato”.
Publicado por João Tunes às 16:10
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)

A NÃO PERDER

mexic_kahlo.geneal.lg[1].jpg

Frida Kahlo no CCB (de 24 de Fevereiro até 21 de Maio)
Publicado por João Tunes às 15:59
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)

ESCUTA LÁ, SÓCRATES

bask.JPG

”O Governo pode consolar-se em repetir que não há alternativa à sua política, mesmo quando não se percebe de que política se trata, por vezes em domínios tão exemplares como os Negócios Estrangeiros ou a Cultura. Mas confiar na apatia ou na fragilidade da sociedade civil como cauções para a aceitação conformada do comportamento do Governo é o mais perigoso dos equívocos. Governar sobre um País mudo, quedo e eventualmente também surdo é como governar sobre a paz de um cemitério. Ainda não chegámos aí - e não apenas por causa das corporações que barafustam contra as mudanças necessárias. Há outros sinais que José Sócrates e o seu Governo deveriam sintonizar para não perderem o sentido da realidade. Basta que não esqueçam os resultados das últimas eleições presidenciais.”
Publicado por João Tunes às 15:44
Link do post | Comentar

QUARENTA E VENHA O DEPOIS

fest.JPG

Nada lamecha, nem sequer delicodoce, vera e bonita como era de esperar, esta evocação do Fernando sobre a sua entrada nos “quarentas”:

Há dias e dias.
Há dias em que olhamos para trás com a ternura num olho e o desencanto noutro.
Há dias em que não temos a certeza do que queremos.
Há dias em que temos a certeza do que não queremos.
Há dias em que o futuro passa por nós à velocidade da luz.
Há dias em que o passado se senta à nossa frente.
Há dias em que é simultaneamente cedo e tarde demais.
Há dias que, sendo iguais a tantos outros, são diferentes e únicos.
Há dias em que apanhamos uma gripe filha da puta.
Há dias fodidos.
Há dias em que se faz quarenta anos.


Parabéns, caro Fernando.
Publicado por João Tunes às 15:20
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)

CHAVEZ TROTSKISTA?

022206.jpg

Não fazia a mínima ideia que o presidente venezuelano, paraquedista, meio filo-fascista e outro meio filo-cristão, se inspirasse, bolivarianamente, em Leon Trotski. Talvez seja assim, se nos fiarmos na “recomendação” da Feira do Livro de Havana.
Publicado por João Tunes às 14:55
Link do post | Comentar

NÃO É?

capt.sge.nbz00.200206164950.photo00.photo.default-251x384[1].jpg

Se a vontade move montanhas, o frio é que nos veste? Seja como fôr, é tempo de ir andando até ao "segundo jogo". Liverpool é já ali, mais adiante. E os gajos encharcam-se de cerveja nos pubs e depois mijam-se todos. Allez!
Publicado por João Tunes às 00:19
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

SINDICATO OU PARTIDO?

asseb.JPG

Já somos 10,9 %. Não dará para formar Sindicato ou até um Partido?
Publicado por João Tunes às 23:21
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

HITCHCOK EM SEGUNDA MÃO ou HOMENS E MULHERES

cores.JPG

Boa crítica de cinema é escrever-se assim (sem link) sobre um filme (célebre, por causa do realizador, e em fim de carreira de exibição):

“É uma obra cheia de realismo, com homens e mulheres oportunistas, mesquinhos, generosos, desequilibrados, insensatos, meigos, loucos. Humanos.”
”Essencialmente, as mulheres são o que parecem (interesseiras, cínicas, obsessivas, lúcidas) e os homens são actores, representando no palco da vida.”


Que filme? Ora, está-se mesmo a ver. E a autoria da crítica é facilmente reconhecida pelo seu estilo inimitável (emotiva, lapidar e limpa).

O meu profundo respeito na diferença para quem, tendo um estilo tão seu de escrever, gosta, no cinema, de hitchcock imitado e vê o mundo com o masculino e o feminino servido em fatias de salame. Ou seja: às postas.
Publicado por João Tunes às 23:01
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)

david irving

3924.0[1].jpg

Este senhor não devia ter o direito a ser condenado. Nem sequer ser arguido. Muito menos, habitar uma prisão. Essas são coisas para cidadãos. Antes, o gajo devia purgar desprezo perpétuo. Com mais uns anos extra de ranho caído sem direito a lenço, por ter renegado, com a mesma convicção com que bolsou, as mentiras que espalhou, numa mea culpa que só os escroques sabem fazer.
Publicado por João Tunes às 22:33
Link do post | Comentar

CINCO MANIAS (SÓ?)

posse_1.jpg

Já dei negas a muito boa gente nestas tretas apalermadas das “correntes”. Mas, desta vez, vindo de quem vem, não me consigo negar.

Então, aqui ficam as auto-revelações de minhas cinco manias:

1 – Escrever. Porque tenho medo que a memória se me apague e ganhei pecado envelhecido de querer endireitar o mundo à minha maneira. Não à pázada (hoje, antes sim) mas pela palavra.

2 – Ler. Porque acho que o tempo não me vai chegar para saber tudo que quero e preciso saber.

3 – Olhar. Porque estou sempre com medo que a luz se apague.

4 – Ouvir. Porque me dá o pretexto para sentenciar. E eu sou um deficiente auditivo sem que vá lá com aparelho e, assim sendo, preciso de treinar e muito.

5 – Sonhar e Ressonar. Por achar que para estar quieto e calado já me basta o tempo em que estou acordado. E eu tenho um medo danado que o mundo mude para melhor enquanto durmo e ficar fora da jogada sem sequer lhe ver o retrato.

Nota: Como a "corrente" só fala de cinco manias, ficam por contar as chamadas "principais", as comezinhas. Problema do idiota que concebeu este jogo, pois alguém vive ou sobrevive apenas com cinco gordas manias?

E como agora tenho de passar isto a outros cinco, aqui fica: Bahá'u'lláh, Irmã Lúcia, José Estaline, Eusébio e José Sócrates, façam favor de confessar as vossas cinco manias.

Uff!...
Publicado por João Tunes às 15:29
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO