Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2007

"Quiero reconocer el claro error que cometí"

000x7etx

Depois do que escrevi aqui, não me resta mais nem menos que tirar o chapéu a Zapatero pela humildade política demonstrada agora quando reconheceu o seu erro na lide com a ETA. De facto, só uma verdadeira cultura democrática, rara quando devia ser banal, leva um político de proa a reconhecer publicamente os seus erros.

 

Siga a luta, num combate sem quartel, contra os assassinos da ETA. Fogo neles!  

Publicado por João Tunes às 19:29
Link do post | Comentar
12 comentários:
De Paulo Santiago a 15 de Janeiro de 2007
Depois desta,é possível,que o tipo te poupasse uma
enorme conta na farmácia.Será que ainda tomavas
uma tonelada de Gurosan?
Abraço
De João Tunes a 16 de Janeiro de 2007
Olá Paulo. Assim ZP poupa-me na conta da farmácia... Que alívio!
De Marco Oliveira a 15 de Janeiro de 2007
Se teve coragem de pedir perdão, então teve-os no sítio!
Hoje há poucos políticos assim...
De João Tunes a 16 de Janeiro de 2007
Coño! ZP reconheceu erro ("erro claro") mas não pediu perdão. Isso seria coisa para confessionário. Não foi o caso. Bateu-se antes nas Cortes como fazem os laicos.
De Popper a 16 de Janeiro de 2007
Boa noite. Contra o terrorismo, sem tréguas. Um abraço.
De C.Almeida a 16 de Janeiro de 2007
Gostava que os nossos ministros também procedecem assim. Mas como diz o Marco Oliveira, os nossos não os têm no sitio. Enfim democracias diferentes.
De Daniel a 16 de Janeiro de 2007
Por desgracia, Zapatero solopidio disculpas por el error de "haber sido demasiado optimista". Su voluntad de seguir dialogando con los terroristas en lugar de derrotarles ha quedado clara una vez más. No hay nada que celebrar.
De João Tunes a 16 de Janeiro de 2007
Fica registo de opinião diferente e abundantemente substantivada e adjectivada no blogue deste comentador. Cada qual com sua dama. E para meu destino, a última coisa que me desejava era ser gaita de foles dos franquistas democratizados do PP. Livra! Porquue para esse peditório já dei metade da minha vida com o Salazar agarrado ao leme da nau da ditadura.
De Daniel a 17 de Janeiro de 2007
Yo, sr.Tunes, no he vivido sin embargo bajo ninguna dictadura, estoy libre de ese condicionamiento. No me tache de los que no soy (desde luego no soy un franquista democratizado) y comparte con usted el rechazo a los violentos y totalitarios, antes Franco o Salazar, ahora Al Qaeda o ETA.
Por lo demás, sepa que leo asiduamente su blog y me parece muy interesante, pese a las discrepancias.

Saludos
De João Tunes a 17 de Janeiro de 2007
Não falei de si, Sr. Daniel. Falei do PP. E no PP, além de outros, sobretudo os de mais jovem geração, parte deles com convicções democráticas, estão albergados muitos dos franquistas democratizados (sei que os franquistas integrais andam por outras paragens com romagens periódicas ao Vale dos Caídos). E nesse sentido, o PP é ainda um partido mescla com direita autoritária e com direita democrática. Num compromisso que o inibe de claramente condenar a ditadura franquista. O tempo e a estabilidade da democracia espanhola se encarregará de filtrar a mistura que enquanto existir existe. Quanto ao resto, só sou intolerante para com as ditaduras (de esquerda e de direita) e o terrorismo. O resto é tudo uma questão de opinião em que cada cabeça tem direito à sua sentença. Quanto à consideração por blogues claro que lhe pago na mesma moeda. Leio regular e atentamente o seu. Discordo muitas vezes mas é isso mesmo que mais interessa quando se lê outros. Saudação sincera.

Comentar post

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO