Quarta-feira, 3 de Março de 2010

Manifesto anti-Caldas

 

Nesta conjuntura difícil, e nos tempos acelerados que correm, em que os valores sobre os quais assenta a democracia são achincalhados diariamente, em que a direita revanchista perdeu a vergonha e, sobretudo, pela dimensão e as consequências da crise sobre os trabalhadores, de que o desemprego é um exemplo, ao partido socialista, enquanto expressão organizada da esquerda democrática, exige-se o protagonismo na luta pela democracia, pelas liberdades, pela ética, por uma sociedade mais justa para todos. Neste momento, com o secretário-geral que os socialistas elegeram (e que os portugueses elegeram por duas vezes como primeiro-ministro). Os dirigentes – todos os dirigentes políticos – são produto do seu tempo e das circunstâncias. Não se fazem nas Caldas.

 

Publicado por João Tunes às 00:16
Link do post | Comentar
8 comentários:
De Tomás Vasques a 3 de Março de 2010
João corrige «valores sobre os quais assentam» por assenta. Um erro que já corrigi no original. Coisas que acontecem a quem escreve ao correr da pena e sem releitura atenta. Quanto ao resto, viva as Caldas!
De João Tunes a 3 de Março de 2010
Já está. Viva Foz do Arelho sob ameaça, perto das Caldas.
De Tomás Vasques a 3 de Março de 2010
Obrigado. Um peixe grelhado na Foz do Arelho a ver o mar é uma delícia. Um abraço.
De João Tunes a 3 de Março de 2010
Por quanto tempo mais? Essa a questão a merecer "viva" e não deixar que a incúria se alie à erosão marítima. Abraço.
De mariamar a 4 de Março de 2010
O que é feito nas Caldas é muito bom e docinho: AS CAVACAS!!!

;)
De mariamar a 4 de Março de 2010
Nao só, mas também...

Tem piada que hoje estive num coloquio onde um dos intervenientes era das Caldas e, ao falar da sua terra afirmou que as pessoas se sentem lá bem,no entanto, fiquei na duvida se ele disse "sentem" ou "sentam"... LOL

Comentar post

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO