Quarta-feira, 24 de Março de 2004

PONTAPÉ NA HISTÓRIA

pag2-m[1].jpg

Isto está bonito, está. Como o clamor das paixões, começa a valer tudo. E não julguem que falo da lusa blogosfera. Não é preciso chegar a tanto. A venerável imprensa parece não lhe querer ficar atrás. Se há delírio, ao menos que ele seja democrático. Por isso, dá para todos. Até para compensar a magreza em número de manifestantes que, burgueses às vezes, parecem preferir curtir o sol na Caparica que engrossarem o lote de acompanhantes das passeatas de Louçã, Carvalhas e Ana Gomes.

E se o rigor é inimigo do óptimo, então pontapé na História que para a frente é que é caminho.

Um sujeito, pomposamente titulado de “Assessor de Sistemas de Informação” (do SIS? de Informática? do quê?), de seu nome António Vilarigues, lançou em página toda por sua conta do Público, este naco de prosa aldrabona:

“Nos anos entre as duas guerras mundiais foram precisamente os "pacifistas" quem, em todo o lado e também nas ruas, se opuseram aos partidos fascistas e nazis, denunciando o seu carácter terrorista e criminoso. Muitas vezes em condições antidemocráticas e à custa da própria vida. Foram eles que pegaram em armas para defender a República Espanhola, criando as Brigadas Internacionais, enquanto os governos das principais potências "democráticas" da época (Inglaterra, EUA e França) permaneciam "neutrais".”

Meu deus! Um ignorante, ou homem emprenhado pela má fé, e deste quilate é assessor de sistemas de informação? Coitados dos seus eventuais patrões e clientes…

Onde se viu um dislate deste tamanho de considerar os “brigadistas” como “pacifistas” que pegaram em armas para defender a Espanha Republicana perante a “neutralidade” dos governos “ocidentais”?

Primeiro: As Brigadas Internacionais não foram recrutadas entre “pacifistas” mas sim entre e pelos Partidos Comunistas, sob orientação, coordenação e logística do Komintern e da União Soviética.

Segundo: A União Soviética interveio directa e militarmente na Guerra Civil de Espanha embora pertencesse ao Comité Não Intervenção.

Terceiro: As Brigadas Internacionais retiraram de Espanha quando a União Soviética deu a guerra como perdida.

Quarto: Muitos dos “brigadistas” sobreviventes (assim como grande parte dos militares e diplomatas soviéticos que serviram em Espanha) foram assassinados por Estaline porque, perdida a guerra em Espanha, o ditador vermelho preparou o Pacto com Hitler que consumou no mesmo ano em que terminou a guerra civil (1939) e os “espanhóis” passaram a ser vistos como “antifascistas inconvenientes”.

Oh Vilarigues, informe-se homem. Leia. Não minta. E, se faz favor, respeita a memória e as convicções de gente que arriscou a vida por uma Causa. Os “brigadistas” não merecem o insulto de lhes chamarem “pacifistas”! Foram combatentes, a maioria portou-se valentemente, serviram Estaline porque pensavam que ele era Deus, perderam porque os fascistas foram mais fortes e porque Estaline resolveu trocar o Antifascismo pelo Pacto com os Nazis. Honremos a sua memória e respeitemos a coerência da sua cegueira ideológica.
Publicado por João Tunes às 00:22
Link do post | Comentar
2 comentários:
De Joo a 24 de Março de 2004
Depois de ter mandado dois textos que eles não publicaram nem deram cavaco, não mando mais nada para esses gajos. Abraço.
De Teixeira Pinto a 24 de Março de 2004
Assino por baixo. João, porque não envias o texto deste Post para o Público? Talvez o publiquem. Abraço

Comentar post

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO