Sexta-feira, 28 de Julho de 2006

UMA HISTÓRIA? QUE HISTÓRIA?

000a79h3

A propósito de um post anterior, comentou o Vítor Sousa:

 

“João, já leu "Gulag, uma História", de Anne Applebaum? Galardoado com o Pulitzer em 2004, é uma obra impreterível para quem, antes de evitar o esquecimento, procura o conhecimento.”

 

Agradeço a recomendação. Mas não só li a obra como quando da edição da tradução portuguesa (*) coloquei post em que previa aquilo que se está a confirmar: um fiasco editorial. Porque estando consistentemente adquirido no politicamente correcto que o Mal é (e só) Castanho, quem tem a coragem repugnada de querer admitir que o Gulag foi mais que uma invenção da propaganda imperialista? Sabemos que, depois de com ele se bater em Espanha, perdendo, o Bem Vermelho se aliou com o Mal Castanho através de um Pacto escrupulosamente cumprido entre 1939 e 1941. Tão bem cumprido pelo Bem Vermelho que comportou, além da partilha da Polónia, a ocupação dos países bálticos e outras miudezas, a transferência de prisioneiros comunistas alemães e seus familiares, caídos em desgraça perante Stalin, directamente da Sibéria para os campos nazis. E pôs tanto zelo naquela aliança que ela foi respeitada escrupulosamente até ao minuto fatal em que o Mal Castanho invadiu as terras do Bem Vermelho, apanhando o aliado traído e desprevenido com grande parte dos seus comandos militares purgados pelo fuzilamento, pela prisão e pelo Gulag. Como é que, agora, vem uma jornalista (americana!) falar em Mal Vermelho? Mesmo que ostente o Prémio Pulitzer que, como se sabe, é prémio da América. A não ler, meu caro, a não ler. Como se confirma.

 

(*) “Gulag, Uma história”, Anne Applebaum, Civilização Editora

Publicado por João Tunes às 13:53
Link do post | Comentar
2 comentários:
De Vítor Sousa a 28 de Julho de 2006 às 15:43
Caro João, talvez as minhas debilidades intelectuais e culturais impeçam um escrutínio adequado das suas palavras. Apesar de ser evidente a relação conflituosa que mantém, ou manteve, com o livro, parece-me que a sua leitura é imperiosa para quem atribui ao nazismo o monopólio do mal, desconhecendo a realidade cavernosa de uma URSS que, ainda hoje, é olhada com complacência pelo Ocidente sesgo. Evadindo-me a questões ideológicas, a obra é um manancial de informações históricas que julgo fidedignas, pelo que me comprazo pela leitura efectuada.
Um abraço.
De pepe a 28 de Julho de 2006 às 16:19
Também li e achei muito bem escrito, suportado por documentação e
testemunhos à prova de bala. Uma das questões iniciais é perturbante:
porque é que se consegue contar anedotas sobre o Gulag e não se
consegue fazer humor com o campo de concentração nazi? O livro
ultrapassa em muito o relato das condições de funcionamento dos campos
e o calvário das vítimas (o que em si já seria meritório).
Especialmente
interessante a explicação economicista do aproveitamento de mão-de-obra
escrava e a análise do fiasco da gestão soviética também neste domínio.
Enfim, um grande livro!

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO