Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2005

CAMPOS DO MAL ABSOLUTO (2)

000330[1].jpg

E não resisto a também trazer para a ribalta este diálogo registado da caixa de comentários a um meu post de há dias:

Manuel Correia:
”Lembro-me que, ao lado e em baixo, numa das capitais da cultura alemã, havia quem fizesse por não ver... Quando lá fui, em 1999 (Capital Europeia da Cultura) havia «ainda» uma suite reservada para o Adolfo. Fiquei estupefacto. O que eu tinha ainda para aprender...”
Lutz:
”Estou chocado! Onde? Se isto for verdade, e não um malentendido seu – desculpe lá que coloco essa hipótese, mas parece-me tão incrível - então isso tem que ser dito bem alto e fazer escândalo! Um Hotel? É preciso denunciá-lo!”
Manuel Correia:
”A ascensão política e eleitoral de Hitler está ligada a Weimar, por via da malograda República do mesmo nome. Quando Hitler ia a Weimar, ficava no Hotel Elefante (anteriormente chamado Elefante Branco, ao que parece). O Hotel foi, mais tarde, reconstruído pelo poder nazi (correu que Hitler deu instruções precisas a esse respeito). O Furher proferiu alguns discursos de uma varanda do mesmo hotel, para a praça fronteira.Há fotos, filmes e gravações várias a esse respeito. Bem vê, a história da suite «eternamente» reservada para o furher (já) não «espanta» muito. Eu é que não a conhecia. Há alemães em Weimar que continuam a venerar aquele que associam, com uma nostalgia horripilante, à queda do império germânico, ao declínio da supremacia ariana, etc. Mas, como sabemos, saudosistas há-os em todo o lado. Se telefonar para o Hotel Elephant ou consultar a respectiva página de reservas na WWW, verá que a preferência de Hitler continua a ser assinalada como uma distinção importante e de carácter descaradamente promocional. Se, por absurdo, for a Weimar, entrar no Hotel Elephant e perguntar se pode reservar a suite «eternamente» reservada ao furher, o recepcionista, como calcula, estará a par de que Hitler não virá nunca mais. Se insistir, pode ser que consiga a tal suite por uma tarifa mais alta. Ossos do ofício, e do turismo. A mais ou menos 5 ou 6 Km de Weimar, no Campo de Concentração de Buchenwald (que o nosso anfitrião visitou e refere no post que desencadeou a nossa conversa), a polícia tem de apagar, de vez em quando, inscrições de bandos neo-nazis.”
Lutz:
”Obrigado pela informação. Fico enojado, mais ainda, porque acabei de perceber que o remédio, que tinha imaginado, ou seja publicitar o facto vergonhoso, teria o efeito contrário do que o pretendido, isto é, melhor negócio para o hotel ainda. Vou ver se encontro a página (ainda não encontrei a própria página do hotel), e se encontro algum indício de públicidade com o "Führer" nela, mandarei pelo menos uma queixa ao hotel mesmo e à câmara de Weimar. Cumprimentos envergonhados.”
Publicado por João Tunes às 12:44
Link do post | Comentar
2 comentários:
De Joo a 27 de Janeiro de 2005 às 17:23
Já introduzi a correcção no post.
De Lutz a 27 de Janeiro de 2005 às 17:10
Na re-leitura do meu commentário reparei num erro de síntaxe: O que queria dizer é: "...o remédio, que tinha imaginado, ou seja publicitar o facto vergonhoso, teria o efeito contrário do que o pretendido,..."
Lamento o erro, mas espero que a intenção do sentido ficou claro, apesar da sua inversão por engano...

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO