Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2005

VERGONHA POR MANDELA

Mandela_94[1].jpg

Parece que foi ontem. E já lá vão 15 anos. A liberdade faz correr o tempo. Só a escuridão da repressão e do medo transformam os minutos em horas. A liberdade torna o bem em banal, enquanto o domínio leva-nos a imaginar tudo como sonhos de desejo, sendo que o medo nos faz perder o merecimento de viver porque as horas pesam como chumbo.

Hoje, Mandela é um ancião sábio na reforma que ensina sorrisos aos outros. Mas continua com uma força que vem da origem do mundo. Com o poder místico do carisma do exemplo. Uma autêntica estátua viva.

A figura de Mandela é maior que o tamanho deste mundo. E nós devíamos merecer não celebrar Mandela. Ele devia ter sido, se tivéssemos sido capazes de decência, um pacato, normal e estimado cidadão, um advogado conhecido pelos seus familiares, amigos, vizinhos, clientes e alguns mais. E agora ser apenas um velho com a fama maior das brincadeiras com os netos e mais uns tantos velhos e novos a gostarem da sua companhia e das suas histórias sobre a África profunda.

A grandeza de Mandela é minha e nossa vergonha. Recuso-me a limpar as mãos da minha quota de responsabilidade por aquilo que deu fama a Mandela e o transformou em nosso herói.
Publicado por João Tunes às 16:23
Link do post | Comentar
6 comentários:
De Joo a 12 de Fevereiro de 2005 às 01:06
Obrigado Robson pelas suas simpáticas palavras. Abraço.
De Robson Marcos a 12 de Fevereiro de 2005 às 01:02
Seu blog é muito interessante. O conteúdo chega a ser pertubador, às vezes. Mas, nunca, hipócrita. Parabéns, pelo conteúdo sincero desta página. Amplexos, do Brasil.
De Joo a 11 de Fevereiro de 2005 às 22:47
O Amaral deve ter lido á pressa e então não leu o que escrevi. Eu disse que Mandela tinha o direito - se todos NÓS não tivessemos permitido o apartheid - de ser "apenas um velho", ou seja, nem sequer ter sido incomodado na sua pacatez de cidadão. Ninguém nasce para sofrer como "bandeira". São circunstâncias extremas que fazem com que a homens excepcionais lhes calhe o papel de "bandeiras". E quanto às circunstâncias, todos nós somos responsáveis. E adorar "bandeiras" porque são "bandeiras" também pode ser uma maneira de sacudir a água do capote. Eu não o faço.
De jose antnio a 11 de Fevereiro de 2005 às 22:15
O ícone do séc. XX. Por aquilo que lutou, por aquilo que sofreu, por aquilo que fez.
De Amaral a 11 de Fevereiro de 2005 às 22:07
Apesar de tudo, nem o tempo fará esmorecer a gratidão de quantos se aperceberam da sua obra. Mandela não é "apenas um velho"! É e será uma bandeira!
De IO a 11 de Fevereiro de 2005 às 17:23
OBRIGADA por este 'post', João!

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO