Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

OS PRIMEIROS TIROS

002761ys

 

Na série “A Guerra” de Joaquim Furtado a passar na RTP, o enfoque nas raízes dos conflitos armados traz ao cimo os pólos mobilizadores das revoltas africanas e que se prenderam com as realidades cruas em que o aparelho repressivo respondia pelo recurso aos massacres quando os africanos contestavam a brutalidade da exploração colonial. Na Guiné, em 1959, no Pijiguiti (porto de Bissau) um movimento reivindicativo de aumento salarial por parte dos marítimos é reprimido à bala (os primeiros actos de combate dos guerrilheiros deram-se em 1963). Em Moçambique, em 1960, os cultivadores de algodão macondes descontentes são dizimados aos tiros em Mueda (as primeiras acções da guerrilha tiveram lugar em 1964). Em Angola, em Janeiro de 1961, uma greve de “contratados” da colheita do algodão na baixa do Cassanje, é reprimido à bala e com “napalm” (as primeiras acções anticoloniais deram-se, depois, em Fevereiro e Março desse ano). O que subverte a usual atribuição da paternidade do início das guerras coloniais. Analisando do ponto de vista militar, foi Portugal que, desencadeando as hostilidades armadas, deu início à guerra colonial contra os povos africanos que tinha sob seu domínio. Porque, de facto, os primeiros tiros não foram os dos guerrilheiros. O seu a seu dono.

Publicado por João Tunes às 02:13
Link do post | Comentar
3 comentários:
De Godzilla a 29 de Novembro de 2007 às 03:57
Acho que no meio de tudo o que tem sido relatado sobre " A GUERRA ", ainda nada se disse que não se soubesse. No 'post' julgo haver uma falha no que diz respeito à utilisação do napalm em ANGOLA. Tal só se verificou mais tarde numa altura que o CCFA era o então Coronel Costa Gomes e foi utilisado no NORTE na Zona de S.Salvador.
De Gomez a 30 de Novembro de 2007 às 01:28
- Não interessa agora quem começou primeiro aos tiros; o que interessa sim foi saber-se como foi feita a descolonização, que, para mim e para quase todos os portugueses, foi uma vergonha!!!
De João Tunes a 30 de Novembro de 2007 às 12:28
Já não é do reino dos vivos aquele que decidia o que interessa e não interessa a (quase) todos os portugueses. Portanto, reduza-se à sua opinião como eu me reduzo à minha.

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO