Sábado, 10 de Novembro de 2007

SAUDADE DO GOLPE DE OUTUBRO E DA DITADURA DO GULAG

0025spy4

 

Sobre a saudade no PCP relativamente ao “golpe de Outubro”, na Rússia e em 1917, saudade que já foi do bolchevique Cunhal e hoje ronda o populismo lumpen de tipo anarco-sindicalista de Jerónimo, leia-se este mimo em que uma convulsão que teve o custo humano de 30 milhões de vítimas, das quais 12,5 milhões de assassinados (só no território soviético), merece esta apreciação que nos remete aos muitos almoços e jantares que, no PCP, procuram perpetuar um apego atávico que lhe impede a passagem a um pensamento político no século XXI:  

 

apesar de todos os erros, desvios, desvirtuamentos e até traições que tenham existido e levado ao desmoronamento deste grandioso empreendimento, pela primeira vez intentado pelo proletariado russo, sob a direcção de Lenine e do Partido Bolchevique, que foi o «assalto ao céu», permanece inquestionável a sua influência e impacto na História da Humanidade ao longo de todo o século XX e nos progressos de movimento operário internacional e dos movimentos nacional-libertadores.

É colossal o esforço hoje desenvolvido pelas forças de direita e do grande capital revanchista para reescrever a História, denegrir este incomparável acontecimento histórico, subverter os ideais que o inspiraram, mas os comunistas portugueses não o esquecem e fazem questão de todos os anos comemorar esta data indelével na História da Humanidade, que esteve, aliás, na base da fundação do próprio PCP. É que epítetos e ameaças não os amedrontam nem emocionam, tão certos estão de que em 2007, tal como em 1917, se mantém a necessidade de lutar por uma sociedade onde não mais exista a exploração do homem pelo homem, por uma sociedade de progresso, justa e fraterna.
Assim, para além da sessão pública, que ontem se realizou na Casa do Alentejo, em Lisboa, com a presença do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, e do livro que as edições Avante! vai lançar – noticiado nesta página – as organizações do Partido, de Norte a Sul do País, comemoram com entusiasmo e confiança o 90.º aniversário da Revolução de Outubro. A começar na sede central do Partido, onde também ontem se realizou um almoço de confraternização, em que interveio Maria da Piedade Morgadinho, membro da Comissão Central de Controlo, seguindo-se no sábado, um almoço na Atalaia, promovido pelo Sector do Património, em que intervirá Aurélio Santos, membro também da Comissão Central de Controlo, até aos inúmeros debates, almoços, jantares que se realizam de Loures, a Setúbal, ao Algarve (ver agenda), ou à exposição que está a decorrer desde terça-feira na Academia Almadense, em Almada, que se prolongará até ao próximo sábado.

 

E se registamos a saudade do PCP para com 1917, rompendo o bloqueio noticioso da comunicação social ao serviço dos monopólios para com tantos almoços e jantares de fraternidade luso-bolchevique, é porque o mesmo “Avante”, em editorial (desta vez, não há a desculpa que foi o senil-tresloucado Miguel Urbano Rodrigues que o escreveu), nos fez saber:

 

Saibam, então, por muito que lhes custe – e custa, ó se custa! – que nós, comunistas portugueses, não apenas comemoramos com orgulho esta data marcante da história universal, como assumimos frontalmente que a nossa existência, a nossa razão de ser e de lutar, e o projecto de sociedade que constitui o nosso objectivo maior – aqui, em Portugal, com a classe operária, os trabalhadores, o povo - têm as suas raízes essenciais nos valores, nos princípios, nas experiências, nos ensinamentos, nos êxitos da Revolução Socialista de Outubro.
Saibam, então, por muito que lhes custe – e custa, ó se custa! – que, neste 90º aniversário de Outubro, o PCP assume, com orgulho, que a sua criação, em 1921, teve como fonte de inspiração essencial o Partido de Lenine, vanguarda revolucionária da classe operária russa e construtor da gloriosa Revolução de Outubro – e assume com igual orgulho que essa inspiração foi força motriz da luta travada, nas mais diversas circunstâncias, nos seus oitenta e seis anos de vida, e do processo que levou à construção inovadora e criativa do PCP como «partido leninista definido com a experiência própria», segundo a definição do camarada Álvaro Cunhal.

 

Publicado por João Tunes às 21:35
Link do post | Comentar
1 comentário:
De Pinto a 13 de Novembro de 2007 às 19:14
ora aqui está algo muito bem dito... concordo plenamente com o que dizes, se poderes visita o meu blog e comenta http://demonbrothers.blogs.sapo.pt/

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO