Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

HOXA METIDO NAS DÚVIDAS DE MADRE TERESA?

001x6ss7001x7r9r

 

Julgo que nos fazia falta uma Santa que assim tivesse pensado:

 

«É tão dolorosa esta dor desconhecida – não tenho qualquer fé.»
«Às vezes, sinto a terrível perda de Deus. Sinto que Deus não é Deus e que ele não existe realmente.» (*)

Se o processo de canonização de Madre Teresa de Calcutá não for interrompido após esta revelação (parece que não), teremos uma Santa capaz de reunir crentes e incréus sob o mesmo palio da irmandade do olho aberto perante qualquer deus, contando os de e os de . Porque qualquer divindade, por mais que o seja, se por vezes funciona bem como abrigo, até como inspiração, merece a dignidade crítica da dúvida. E é isso que justifica os preventivos pára-raios nas igrejas que tantas calamidades evitam em dias de borrasca. No caso da albanesa Teresa, benfeitora modelo, vá-se lá saber se lhe pesou mais a inspiração divina que a do seu patrício Henver Hoxa, esse ateu científico que julgo ainda iluminar um dos ramos do Bloco à portuguesa. Só pelo milagre do mistério paradoxal da fé de Madre Teresa, ela já merece lugar no altar das santidades. O meu voto favorável está dado.    

 

(*) – Das cartas de Madre Teresa de Calcutá a incluir no livro “Mother Teresa: Come Be My Light” a ser lançado brevemente.

Publicado por João Tunes às 16:12
Link do post | Comentar
6 comentários:
De paulo santiago a 27 de Agosto de 2007 às 21:46
João
Poderá ter o teu voto,o meu não tem.
Penso ser a Madre Teresa de Calcutá,um simples mito
que proclamou a"caridadezinha"fazendo muito pouco
pela dignidade da pessoa humana.Se viviam na miséria,continuassem nela,pois isso significava a
santificação.Esta não é a minha Igreja.Sim a do Abbé
Pierre ou do D.Oscar Romero.
Abraço
De João Tunes a 28 de Agosto de 2007 às 00:05
Difícil seria um ateu e um católico votarem nos mesmos santos. No caso, discordo desta apreciação de Teresa de Calcutá que acho redutora e radicalista. Não deixa de me merecer apreço quem fez vida de pobre entre os mais pobres. Se é assim tão fácil e corriqueiro espero a mesma capacidade de se despir dos bens e comodidades, imitando-a e ultrapassando-a, sem "caridadezinha". E a crise de fé de Teresa, motivo do post, aos meus olhos, só a humaniza, atenuando o mito.
De Zé Paulo a 28 de Agosto de 2007 às 11:23
João,
Concodo 99% com voce. Deixo o 1% para lhe dizerque também um católico votaria em um mesmo Santo, neste caso na Madre Teresa, e também neste caso por se mostrar ela extremamente humana até nas suas dúvidas da fé. Há, inclusive, que lembrar que existem já outros Santos, um dos mais famosos o São Tomè, que em momentos da sua vida questionavam a existência de Deus. Um ser Humano que se entrega a fundo pelos outros, sofre pelos outros ao ponto de questionar os motivos de tanto sofrimento, inda mais quando não se tem uma varinha mágica onde coloque juízo nos políticos do planeta.
Um abraço para si e outro para o Paulo
De João Tunes a 28 de Agosto de 2007 às 15:14
E eu concordo 100% com o seu 1%, acro Zé Paulo. A haver deus que seja eucuménico. Já agora, e mudando de tema, não dá uma ajuda de esclarecimento sobre uma querela noutro post meu? Aí no Brasil, tb chamam plátano à banana-pão? Abraço (e outro para o santo que nunca nos falte, o Santiago).
De paulo santiago a 29 de Agosto de 2007 às 19:16
João
Fui ao DICIONÁRIO DA LÍNGUA PORTUGUESA
CONTEMPORÂNEA-Academia das Ciências de Lisboa-
Ed.Verbo 2001(só não transcrevo o grego)
plátano-s.m.(Do lat.platãnus <gr......)Bot.1.Nome vulgar de várias árvores(platanus,Lin.)da família das platanáceas,de folhas caducas e palmadas,casca bicolor,frutos secos,pequenos e agrupados em bolas ouriçadas e pendentes,relativamente frequentes em Portugal."O plátano é muito utilizado na arborização de parques" 2.Bot. Espécie de banana. Abraço
De cfreitas a 28 de Agosto de 2007 às 09:33
Quem assim pensou não merece ver vilipendiado o que desejou queimado. Mas o valor do documento sobrepõe a vontade humana. A questão da "caridadezinha" foi apenas o rosto mais visível de um ser humano que era apenas isso: ser humano. Dai não concordar com as palavras de Santiago, o Paulo.

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO