Quinta-feira, 27 de Abril de 2006

DO PRÉ-25 A (antes dos cravos nos canos)

 

O Império tudo valia. Para lá, em força. Até Adriano, quem diria se só hoje ouvido, bem nisso se esforçou.

 

Barcos não faltaram para levar carne para canhão. Passados os séculos a mandar galeões para nos trazerem pimenta e escravos, era a hora dos navios guarnecerem matadouros.

 

Primeiro, as senhoras colonas eram bem felizes na saudação à tropa fresquinha de chegada em desfile, estendendo braços e pétalas a abençoar os dedos na metralha do domínio. No final, não tanto, não tanto, porque a tropa demorava a acabar com o que termo não tinha.  

Vigiando terra ocupada, todos os olhos não foram demais. E as armas não se fizeram para enferrujarem de frio. Olho neles, olho neles.

Havia que ir a eles e neles. Porque se o Império tinha sobras, eles, eram eles, os que a mais estavam.

Mas eles chegavam-se e chegavam-nos. E se eles não se fiavam no Império, o Império pensava que sabia como os tratar. A eles.

Entretanto, para animar a malta dos nossos, a Cilinha era incansável.Tirando ela, pouco restava de lúdico. Fora isso, o que sobravam mais eram tripas para assar ao sol africano.

Mas nem todos voltaram. Muitos ficaram. Lá. 

 

.....................................................

 

[13 (treze) anos nisto. Até dar tempo para semear e nascerem cravos a pendurarem-se nos canos das espingardas quentes por muito aquecidas ao sol africano. Muitos cravos. Nascidos no caminho de um quartel. Sempre um quartel no caminho, que raio. Agora aqui. O do Carmo. Foram cravos caríssimos. E tanto que por eles se pagou! Sobretudo pelos custos dos encargos devido aos juros de mora por causa da demora.]

Publicado por João Tunes às 11:49
Link do post | Comentar
2 comentários:
De ana a 27 de Abril de 2006 às 12:24
Rubros, cravos rubros, como sangue.
É bom lembrar aos mais novos que a liberdade não veio de graça. Lembrar que ela foi ganha e se pode perder, se não fôr protegida e amada. A importância imensa do testemunho.
De C.S.A. a 27 de Abril de 2006 às 13:43
"Eles" aí continuam todos, impunes e serenos, "eles" + a sua "descendência". Alguns até já ministros foram, do agora. E os cravos estão cada vez mais murchos. :((

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO