Terça-feira, 24 de Abril de 2007

AMANHÃ, 25

001aebcq

 

Então perto dos 30 de idade, cheguei a 1974 cansado de fascismo. Levei porrada de polícias, andei corrido de escola em escola, meteram-me processos disciplinares, fizeram-me dormir em Caxias, riscaram-me artigos em jornais, escutaram-me conversas e leram-me cartas, vigiaram a forma como namorava, fiz-lhe a guerra nos pântanos da Guiné, recusaram-me empregos por informação policial. Mas enfiei panfletos proibidos, pintei muros e paredes com gritos de rebeldia, mandei à merda oficiais militaristas, li livros e jornais que eles não permitiam, vi filmes clandestinos, conspirei, gritei liberdade e abaixo a guerra colonial frente aos seus focinhos, atirei-lhes com pedras arrancadas da calçada, dei guarida a revolucionários profissionais clandestinos, paguei-lhes como pude. Enfim, levei e dei. Cansado deles, ganhei-lhes quando ainda não estava à espera.

 

Quando Abril chegou, estava tão cansado do fascismo que entrei na festa. Andei na festa (pois se lhes tinha ganho!). Abusei até me cansar dos entorses e descaminhos que só estragavam a festa, acabando por, mais tarde, agradecer aos que derrotaram disparates em que alinhei.

 

Passados 33 anos, não estou cansado da liberdade e da democracia. Tanto que delas quero mais, exijo mais. Já levo é tanto tempo a comemorar o meu cansaço do fascismo que agora estou cansado de comemorar a gritar "fascismo nunca mais!". Amanhã não vou comemorar. Deixo a festa para vocês. Amanhã vou acabar de ler um excelente livro (*) que me anda a aquecer as mãos e os olhos. Um livro sobre a festa mas não um livro em festa. Ao contrário, talvez pela primeira vez, temos uma análise histórica e distanciada (não distante) sobre a festa, descodificando mitos e lendas, repondo a verdade histórica possível, sempre no rumo do essencial, através de um notável poder de síntese servido em escrita sedutora. Por talento da autora e provavelmente porque não tem idade para ter chegado a 1974 cansada do fascismo. E, se calhar, nem andou na festa.

 

Amanhã, comemorem vocês. Não se esqueçam. E os que forem ao Rossio, às comemorações promovidas pela A25A, entreguem cumprimentos meus ao Ricardo Araújo Pereira, o dos "gatos fedorentos". Ele deve lá estar, a comemorar (o direito ao veto à liberdade de expressão). 

 

(*)“25 de Abril, Mitos de uma Revolução”, Maria Inácia Rezola (**), Edições “a esfera dos livros”

 

(**) - Maria Inácia Rezola, investigadora do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, doutorou-se em História Institucional e Política Contemporânea pela mesma Universidade. É docente na Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa e integra a Comissão Coordenadora do curso de pós-graduação em Jornalismo, uma iniciativa do ISCTE e da ESCS.

Publicado por João Tunes às 16:41
Link do post | Comentar
4 comentários:
De Maria Luís a 25 de Abril de 2007 às 19:41
Maravilha. Econtrei hoje o seu blogue, quando procurava artigos sobre a Xenofobia em Portugal. Estou maravilhada, rendida aos textos e à forma de escrita. Fiquei fã. Obrigada por existir.
De João Tunes a 26 de Abril de 2007 às 11:57
De Anónimo a 26 de Abril de 2007 às 20:53
Lol. Amigo o meu comentário foi sincero e directo. Digamos que à semelhança do amigo, se me permite esta forma de tratamento, também primo pela sinceridade e pelo dizer o que penso de forma directa o que me tem valido dissabores com os outros e não comigo. Encontrar alguém como o amigo, é caso raro nos nossos dias. Ler os seus artigos, é uma bênção para o espírito. Tenho estado a ler a pouco e pouco tudo o que na Net escreveu. Fiz uma pesquisa pelo seu nome e deparei-me com uma verdadeira antologia de temas diversos que vão ao encontro da minha forma de ver o mundo.
Se me permite e porque não consegui ver nada sobre o tema, muito me agradaria que me desse a sua opinião sobre a descolonização, tema para o qual ainda não consegui obter uma resposta verdadeira. Desculpe o meu abuso. Se me permite, deixo-lhe aqui meu e-mail RosaLatina39@hotmail.com. Mais uma vez, as minhas desculpas por esta narrativa um tanto anarca.

M.José Luís (RosaLatina)
De João Tunes a 28 de Abril de 2007 às 18:35
Já lhe mandei mail. Abraço.

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO