Quinta-feira, 24 de Julho de 2014

25 de Julho, 15h30, em Miratejo (Corroios)

 

 

Realizado por Ana Aranha, a Antena 1 emitiu (e está actualmente a repeti-lo, em emissões aos sábados) um programa em vários episódios intitulado “No limite da dor” constituído por recolhas de testemunhos inéditos de vários antigos presos políticos do tempo da ditadura em que estes narram como foram torturados pela PIDE. O sucesso do programa foi tal que a transmissão foi repetida e depois transcrita em livro (aqui complementada com notas de enquadramento da autoria do historiador Carlos Ademar). O livro, editado pela Parsifal, tem tido um sucesso idêntico ao do programa pelo que a primeira edição se esgotou rapidamente, encontrando-se já nas bancas das livrarias a segunda edição. Entretanto, a obra foi teatralizada e a peça da adaptação está a percorrer o país. Na apresentação pública deste livro que se vai realizar na AURPIM (*) no próximo dia 25 de Julho, às 15h30, estarão presentes, além do editor da Parsifal (Marcelo Teixeira), os autores Ana Aranha e Carlos Ademar e uma antiga presa política torturada pela PIDE, a Drª Aurora Rodrigues. 

 

(*) AURPIM: Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos de Miratejo, Avenida Luis de Camóes, Miratejo (Corroios)

Publicado por João Tunes às 12:41
Link do post | Comentar
Domingo, 20 de Julho de 2014

Basta interessar-se um pouquinho por jornalismo (consumido, amado ou detestado, praticado) para se ter de ler este livro ("Sem papas na língua")

 

 


No ocaso da sua carreira, em subaproveitamento forçado, Joaquim Letria participou numa entrevista biográfica conduzida por Dora Santos Rosa  e editada pela Âncora e que tem o título de um dos seus velhos programas radiofónicos. A entrevista que abarca o jornalismo português (na óptica da experiência de Letria) desde a década de 60 do século passado até à actualidade (enquanto consultor e professor, ele continua a observar atentamente a decadência mórbida do jornalismo em Portugal), é um notável e circunstanciado fresco sobre as mudanças e trancalhadanças que a comunicação social sofreu desde o fascismo tardio até à democracia apodrecida de hoje. E no nosso jornalismo, parte da carne viva do nosso percurso político com uma ditadura a cair de podre, uma revolução e a democracia apropriada de forma a recompor as coisas e desaguando nesta espécie miserável e lodosa de marcelismo democrático, Letria foi figura central e carismática, determinante na exploração de caminhos novos, fazendo e desfazendo projectos, sempre marcantes e referenciais, até que uma estratégia de desforra pelo esquecimento tentaram meter-lhe em cima uma pedra de abandono e silêncio. Ao que Letria responde com este livro, como que dizendo "estive aqui, estou aqui, topo-me a mim, topo-vos a todos". Ler esta entrevista é uma forma de não só experimentar habitar o jornalismo português por dentro no último meio século como, inevitavelmente, acompanhar o percurso sinuoso e pouco recomendável do caminhar político em Portugal. Imperdível.
Publicado por João Tunes às 21:55
Link do post | Comentar
liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO