Quarta-feira, 25 de Dezembro de 2013

Uma vítima da unicidade sexual e o perdão selectivo

 

 

 

 

 

O perdão real de Isabel II a Alan Turing não passa de uma demonstração de hipocrisia monárquica que só não surpreende de todo se tivermos em conta que provem de uma das mais pronunciadamente decadentes famílias reais. De facto, já bem entrados no século XXI, vir “perdoar” a pena aplicada a Turing em 1952 pelo “crime de homossexualidade” (cometido, por consentimento mútuo, com um outro adulto), o qual, cumulativamente, se submeteu a castração química para evitar a prisão, é uma indignidade acrescentada à monstruosidade que representou a repressão da homossexualidade na Grã Bretanha durante o século XX e que vitimou mais de 50.000 homens, criminalizados devido à sua orientação sexual ser divergente da maioria e consagrada como única. Mas, para além do farisaísmo do acto de se “perdoar” aquilo que nunca devia ser cometido, em vez do requerido como justo e que seria um pedido de desculpas a acompanhar a anulação à posteriori do processo judicial conexo, acontece que este “perdão” perante a punição dos homossexuais britânicos foi efectuada apenas para com Turing (uma celebridade, um génio, um herói) deixando-se as outras dezenas de milhares de homossexuais punidos pelas mesmas razões a permanecerem na memória da vergonha do castigo injusto. Ou seja, dificilmente se imagina um outro perdão real tão selectivamente “aristocrático”.   

Publicado por João Tunes às 11:52
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)
Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2013

Na melhor editora cai a pressa

 

A recente edição da Tinta-da-china de "História do PCP" da autoria de João Madeira, um contributo essencial para a historiografia do comunismo português, é um caso gritante de pressa editorial (provavelmente para aproveitar a boleia do imediato pós-centenário de Cunhal e a oportunidade das prendas natalícias). Como resultado das pressas, as gralhas são muitas, clamorosas e semeadas por toda a obra, demonstrando a falta de uma revisão minimamente cuidada. Nunca este tipo de desastre me tinha acontecido com livros desta editora, conhecida e reconhecida como uma editora que cuida do que faz com competência e bom gosto. Registada a decepção e lavrado o protesto (as gralhas não deram direito a desconto...), espera-se que próximas (re)edições tenham direito a uma revisão condigna do texto de João Madeira. O tema e o seu tratamento competente justificam maiores cuidados da editora.
Publicado por João Tunes às 19:11
Link do post | Comentar
liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO