Domingo, 25 de Abril de 2010

Aguiar Branco não devia ser tão seguidista relativamente às leituras recomendadas por Francisco José Viegas

 

A biografia de Lenine, da autoria de Robert Service (publicada pela Europa-América) é um documento impressionante: ela ensina como se constrói um ditador. Mais do que isso: um homem obsessivo, servido por uma corte de legionários fiéis e temerosos, um homem de estômago delicado e frugal, disciplinado e inflexível, sempre preocupado com a sua saúde e com a existência de traidores nas suas fileiras – de qualquer modo, o criador dos ‘gulags’ e do estado policial que moldou à medida dos seus medos e obsessões.

Publicado por João Tunes às 23:24
Link do post | Comentar

Em honra das mães e filhas da madrugada

 

Não há mágoas nem queixas ou indignações, frustrações, rancores e revoltas que apaguem o significado e a profundidade das mudanças de 24 para 25 de Abril de 1974. Mas não vou gastar latim retórico a enumerar os indicadores da mudança pois ia-vos enfadar sem conseguir ser exaustivo. Escolho, por isso e neste dia, apenas uma provocação simbólica: imaginam as damas, as senhoras, as jovens e as adolescentes que só pelo 25 de Abril se tornou possível saírem à rua e ocuparem espaços públicos sem serem mandadas, impedidas, molestadas ou incomodadas? Não sejam modestas em demasia, minhas caras concidadãs, vocês foram, sobretudo por mérito vosso (pois claro), a conquista menos corroída, porque mais estrutural, daquela madrugada.

 

(também publicado aqui)

Publicado por João Tunes às 02:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)

E quem não tem Messi caça com Di Maria (até usando o pé direito)

Publicado por João Tunes às 02:17
Link do post | Comentar

E aconteceu uma madrugada que foi o dia de todos os dias, os de antes e os de depois, incluindo os de agora

Publicado por João Tunes às 01:06
Link do post | Comentar
Sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Claro que

Publicado por João Tunes às 21:37
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)

Avinagrando

 

Muitas são as virtudes do ácido acético (CH3 COOH, se de toda a química não me esqueci). Sob a forma de vinagre, é, além de tempero indispensável, um óptimo conservante. E, tendo propriedades ligeiramente corrosivas, não se compara ao poder maléfico e destruidor dos sulfurosos e sulfúricos. Mas, na sua missão mais nobre, que cumpre com militância impoluta, o vinagre compensa e equilibra a oleosidade viscosa e servil dos azeiteiros. Razões suficientes para, com o meu frasco acético ligado ao teclado, juntar-me a um dream team que para aqui me convidou e acolheu, ficando-me a honra de, assim, contar com excelentes companhias. Portanto, passarei a também participar na polifonia desta banda:

 

                                                    

Publicado por João Tunes às 02:21
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)

A amnésia para com os crimes das ditaduras não passará!

 

A forma seguidista como o Supremo Tribunal de Espanha está a pactuar com os fascistas da Falange, tentando inculpar o juiz Baltasar Garzón por este ter “ousado” considerar os crimes do franquismo e atender às pretensões dos familiares das vítimas em darem sepultura condigna aos fuzilados às ordens de Franco, continua a desencadear ondas de indignação. As Associações para a Recuperação da Memória Histórica entregaram um manifesto de apoio a Garzón que, pela internet, já recolheu 100.000 assinaturas. E, no próximo sábado, em Madrid, os que não faltam na solidariedade a um juiz que se recusou a pactuar com a amnésia perante os crimes do franquismo, vão concentrar-se numa manifestação contra a “impunidade do franquismo”, em que serão oradores o cineasta Pedro Almodóvar, a escritora Almudena Grandes e o poeta, comunista e antigo prisioneiro do franquismo Marcos Ana.

 

Por aqui, onde a sede da PIDE vira condomínio de luxo e o Forte de Peniche se degrada até se descaracterizar sob a forma mercantilista de uma Pousada, sabemos como a sede de amnésia e apagamento das marcas do fascismo português pula e avança. É a lógica do negócio a querer triunfar sobre a memória. Pese embora a revolta, expressa ou íntima, dos que tendo vivido e sofrido o fascismo sofrem novos golpes, agora pela negação de, para as gerações mais novas, lhes ser garantida a revisitação, mesmo que simbólica, das marcas maiores da ignomínia da ditadura. Não por saudosismo ou nostalgia, mas sobretudo para construírem o futuro sem quebrarem os laços com o passado e valorizarem a democracia que o redimiu, o que comportou vítimas e sofrimentos. Talvez o “exemplo espanhol”, em que cresce o movimento dos que se recusam a esquecer o franquismo e os seus crimes, abane a nossa quietude e indiferença perante os que cimentam negócios, todos bons negócios, montando projectos imobiliários e hoteleiros sobre os últimos escombros dos sítios onde os esbirros da ditadura prendiam, torturavam, assassinavam. 

 

(também publicado aqui)

Publicado por João Tunes às 01:34
Link do post | Comentar
Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

Nunca é tarde para a ciência evoluir a ponto de nos redimir do abandono pela estética

 

Os que me conhecem, feio como nasci e já quase resignado a ir assim para o crematório, vendo-me pior no espelho que o que Bocage de si dizia e, quiçá, só competindo com o Vítor Dias quando este, antes de ser purgado pelos tão puros mas mais duros, chefiava a informação e a propaganda do PCP e aparecia, medonho como um imaginado Suslov desgrenhado e mal dormido, nos telejornais a obrigar as crianças a comerem a sopa pois caso contrário os pais não mudavam de canal, não se surpreendam se um dia me virem aparecer mascarado de “rapaz bonito”. É que estou tentado a dar uma saltada até Barcelona.

Publicado por João Tunes às 14:22
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

Um sábado leninista

 

Realizou-se no sábado passado, na sede da Soeiro Pereira Gomes, um encontro sobre a actualidade da obra de Lénine, em que participaram cerca de 200 quadros do Partido, vindos de todo o País.
Durante o encontro, dirigido por Luísa Araújo, do Secretariado do Comité Central, vários intervenientes abordaram diversas vertentes da obra do grande dirigente do movimento operário russo e internacional. Albano Nunes, do Secretariado do CC, introduziu o tema central do encontro, seguindo-se as intervenções de José Barata-Moura , sobre «Lénine e a filosofia»; de Francisco Melo, do CC, sobre «A utilização dos livros II e III de O Capital na luta ideológica contra o populismo e o “marxismo legal” na última década do século XIX e na fundamentação do papel dirigente da classe operária, em aliança com o campesinato na revolução russa». Por sua vez, Sérgio Ribeiro, do CC, apresentou uma contribuição para a análise económica do capitalismo: por fim, Maria da Piedade Morgadinho, da Comissão Central de Controlo, falou sobre as referências a Portugal nas obras de Lénine.
O encontro, que durou todo o dia, deu lugar a um interessante debate, em que participaram muitos dos presentes, sobre as intervenções apresentadas.

Publicado por João Tunes às 00:39
Link do post | Comentar
Quarta-feira, 21 de Abril de 2010

Com todas as letras

 

Assim fala o agente do imperialismo Pedro Correia. Faltando saber a pipa de massa que a CIA paga a este gusano ao serviço do bloqueo para falar assim.  

Publicado por João Tunes às 23:16
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

Segundo a sabedoria revolucionária de Morales, dita com o seu semblante de neo marxista-leninista latino-americano: quem come frangos vira gay careca

 

El presidente de Bolivia, Evo Morales, ha sorprendido con sus últimas declaraciones públicas en las que ha asegurado que la comida transgénica es la responsable de las "desviaciones" de los hombres hacia la homosexualidad y de la calvicie en Europa.

Publicado por João Tunes às 16:58
Link do post | Comentar

Maria Montanheira posta em Belém

 

Só por estes sábios esclarecimentos, valeu a pena armar-me em mete nojo com o meu compadre Isidoro acerca dos regionalismos. Pois sim, Isidoro, pois sim. Só que a alcunha de Maria Montanheira, sendo eu homem descido do sopé do Marão quando ainda menino, me soube a elogio. A modos que me soando a que a primeira dama seria parceira emérita do Garcia dos everestes e cercanias. Para mim, Maria Cavaca define melhor a dama tosca que, por ser primeira sem que a cultura a eleve, só acicata a ansiedade de meter um Poeta dentro da casa rosa de Belém. Desejo este que tem muitos motivos, incluindo dar dignidade cultural e cívica à representação do mosaico pluricultural deste país pequeno, a precisar de alento e justiça, mas falsamente considerado homogéneo, bastando, para assinalar a mentira, ser campeão europeu nas desigualdades sociais. Porque, quanto a calinadas, já temos tantas que dava para subir as exportações e sem desviar o Algarve da letargia da sua obsessão turística.

Publicado por João Tunes às 16:17
Link do post | Comentar | Ver comentários (4)

El Juli, de cátedra

 

El catedrático don Julián López, El Juli, subió al estrado, se plantó en la boca de riego, brindó a la concurrencia con parsimonia, abrió la muleta, habló pronto y claro y no tardó ni diez minutos en dictar una lección magistral que contó con el beneplácito de todos. Tema que desarrollar: el toreo. Y la disertación alcanzó tal grado de brillantez que el auditorio saltó de sus asientos, la ovación se hizo ensordecedora y la Maestranza parecía que se iba a venir abajo. A continuación, el presidente del tribunal sacó los dos pañuelos a un tiempo y la plaza entera ascendió a los cielos de la gloria taurina.

 

(António Lorca, em “El País”)

 

(continuar a ler aqui e ver aqui, especialmente o resumo da lide do quarto da tarde em Sevilha)

Publicado por João Tunes às 12:42
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)
Terça-feira, 20 de Abril de 2010

Resumindo: um padre não é feito de pau e, com a internet, fica de pau tão feito que depois não se controla, mesmo perante crianças

 

O bispo mexicano Felipe Arizmendi apontou o erotismo na televisão e a pornografia online como catalisadores do abuso sexual de menores por parte dos padres.

As declarações de Felipe Arizmendi foram feitas durante o encontro anual de bispos, que ocorreu na cidade do México na passada quinta-feira e acabaram por lançar a polémica.

"Com tamanha invasão do erotismo, às vezes é difícil permanecer celibatário ou respeitar as crianças", disse o bispo de San Cristobal de las Casas, citado pela agência Reuters. "Se há pornografia na televisão, na Internet e em tantos outros media, é muito difícil ser puro e casto".

Publicado por João Tunes às 16:02
Link do post | Comentar

É o que dá entregarem a gestão autárquica e da memória à direita saudosista e revanchista (salvo eventual engano de que antecipadamente peço desculpa)

 

A Ana Cristina Leonardo visitou o Forte de Peniche e conta como o encontrou.

Publicado por João Tunes às 12:12
Link do post | Comentar | Ver comentários (12)
liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO