Sexta-feira, 26 de Novembro de 2004

LEMBRANDO A CENSURA

news[1].gif

O Noticias da Amadora, semanário que, durante o fascismo e sob direcção de Orlando Gonçalves, representou uma voz de ampla difusão alternativa de opiniões discordantes, foi particularmente castigado pela Censura.

Pela colaboração naquele Semanário, passou muita gente do jornalismo, da crítica e da opinião antifascista.

Segundo se lê no último número deste periódico, é feito o apanhado da acção da Censura contra ele. O lápis azul dos censores, entre 1958 e 1974, cortou ou retalhou, 2.776 artigos ou notícias (2.108 tiveram cortes parciais, 668 foram cortados na íntegra). 502 autores e autoras viram escritos seus objecto da sanha censória.

Curioso é também lembrar o ranking dos autores e das autoras mais visados pela censura (com mais de 5 artigos censurados):

1º) Orlando Gonçalves – Censurado em 111 artigos,
2º) Correia da Fonseca – em 58,
3º) Soeiro Sarmento – em 49,
4º) João Tunes – em 26,
4º) Orlando César – em 26,
6º) Molarinho Jacinto – em 25,
7º) António dos Santos – em 24,
8º) António Caeiro – em 23,
9º) Sérgio Ribeiro – em 20,
10º) A-da-Maya – 17,
10º) José Freire Antunes – em 17,
12º) Fernando Dacosta – em 16,
12º) Joaquim Assunção Leal – em 16,
14º) Afonso Cautela – em 15,
14º) Arlindo Mota – em 15,
14º) Eufrázio Filipe – em 15,
14º) Manuel Azevedo – em 15,
18º) Antunes da Silva – em 13,
18º) Deodato dos Santos – em 13,
20º) Alice Nicolau – em 12,
20º) Eduardo Olímpio – em 12,
20º) Torres Rodrigues – em 12,
23º) Joaquim Benite – em 11,
23º) Manuel Geraldo – em 11,
23º) Manuel João Gomes – em 11,
23º) Rui Pires – em 11,
23º) Torquato da Luz – em 11,
28º) António Amaral – em 10,
28º) Eugénio Rosa – em 10,
28º) Helena Neves – em 10,
28º) Muradali Mamadhusen – em 10,
32º) Carlos Carvalhas – em 9,
32º) José Antunes Ribeiro – em 9,
34º) Afonso Praça – em 8,
34º) Agostinho Chaves Gonçalves – em 8,
34º) Francisco Marcelo Curto – em 8,
34º) J.J. Magalhães dos Santos – em 8,
34º) João Paulo Guerra – em 8,
39º) Arnaldo Pereira – em 7,
39º) Luís Ganhão – em 7,
39º) Raul Calado – em 7,
39º) Tito Lívio – em 7,
43º) A. Krusse Afallo – em 6,
43º) Alexandre Silva – em 6,
43º) António Rico – em 6,
43º) Fernando Marrazes – em 6,
43º) Fernando Sequeira – em 6,
43º) José João Louro – em 6,
43º) Lauro António – em 6,
43º) Leopoldo Gonçalves – em 6,
43º) M.F. Tavares Sousa – em 6,
43º) Mário Rodrigues – em 6,
43º) Vítor Ângelo – em 6.
Publicado por João Tunes às 01:04
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

O ANÁTEMA DE UM INTELECTUAL COLECTIVO SOCIALMENTE FECUNDO

EGH07444.jpg

Pelos vistos, os blogues incomodam muita gente. Dos extremos, sobretudo.

Ruben de Carvalho, o mais conservador dos intelectuais conservadores, na forma como conserva o seu partido (“não acho que faça parte da melhor forma de falar do meu partido referir publicamente os seus erros…”, diz ele), o mentor cultural e programático da Festa do Avante, não gosta de blogues. O que não se discute como gosto. Mas que isso o inquiete é que já é de natureza diferente do gosto. É, mais coisa menos coisa, desconfiança perante a liberdade. Ou um conceito muito próprio das amplas liberdades.

Leia-se o que ele diz sobre os blogues na entrevista que deu à última Visão:

“Os blogues são um tema que me inquieta. Em primeiro lugar, por me parecer que resultam de uma postura individualista socialmente estéril e a fomentam. Inquieta-me que a maioria dos blogues portugueses sejam de direita. Receio também o tipo de escrita, a sua brevidade, pouco susceptível de elaboração e reflexão.”

Aqui está um homem capaz de entender o desacreditado Gomes da Silva e melhor compreender o emergente Morais Sarmento (tivessem o mesmo partido, é claro).

PS: Claro que, na mesma entrevista, Ruben de Carvalho apoia Jerónimo de Sousa para próximo Secretário-Geral do PCP.
Publicado por João Tunes às 00:18
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)
Quarta-feira, 24 de Novembro de 2004

FANTASIA

Ini_tudorosi[1].jpg

É sempre cedo demais para se perder a ilusão de uma viagem pela fantasia. Sem fantasia, o frio é mais frio, a noite é mais noite, a vida é menos vida.
Publicado por João Tunes às 18:07
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

ONDE É QUE JÁ VI ESTE FILME?

mdf774181[1].jpg

Agora ... em Kiev.
Publicado por João Tunes às 17:48
Link do post | Comentar

SORRISOS REPSOL

mdf773489[1].jpg

Venezuela tem petróleo. Espanha tem Repsol.
Publicado por João Tunes às 17:44
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)

TORCER O PEPINO

colegiogrupo0268[1].jpg

De pequeninos, é que se formatam os meninos. Para eles serem certinhos. Como se fossem pepinos.
Publicado por João Tunes às 12:49
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

SOBRE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

kerstman_02b.jpg

A dimensão da violência doméstica é uma das piores manchas da nossa sociedade. Umas das vergonhas que mais nos envergonham. Enquanto assim for, votar é muito curto para sermos democracia que se mereça.

Porra, revoltem-se contra os chefes, os ditadores de gabinete com secretária às ordens, os tiranos ao virar a esquina, os filhos de puta à solta, os gajos que metem as mãos nos nossos bolsos, os ministros que desgovernam, as gajas que se reduzem a um par de mamas, os que nos querem imbecis a adormecer vendo cretinos na tv, os jornalistas que se vendem, os futebolistas que não dão o litro pela camisola, os árbitros que apitam mal, os selvagens que guiam como se as máquinas fossem cavalos para galopar na planície, os restauradores que servem mal, os mixordeiros que estragam o santo vinho, os autarcas que deixam construir em cima das falésias, os jerónimos da classe operária, os socialistas monárquicos, os tolos que nos querem comer por tolinhos, os padres que só pecam, os tarados que compram meninos, os polícias que roubam, os políticos que só acordam quando têm peixeiras pela frente, os empreiteiros que roubam nas obras.

Revoltem-se e deixem as mulheres, os maridos, os velhos e os catraios em paz.
Publicado por João Tunes às 12:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)

ANTICLERICAL

Cervera[1].jpg

Tão certos e tão compostos. Tão preparados. Tão mestres a administrar e ministrar o bem e o mal.

E castos, lá isso é que sim. Porque estão destinados a morrerem solteiros.

Mas tão negros. Nunca sujam os fatos. E lembram corvos.

Evito-os. Para os pecados tamanhos que carrego, precisava deles todos. E com todos à perna, ia-me sentir mais perdido que a escuridão.
Publicado por João Tunes às 11:59
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)
Terça-feira, 23 de Novembro de 2004

ON-LINE COM UM DIRECTOR

cabinet316[1].jpg

Ainda há dias, previa que o meu amigo João Carvalho Fernandes acabasse por ser colaborador do Inimigo Público.

Enganei-me redondamente. Isto é, subestimei os méritos deste meu amigo. O que, para com um amigo, é falta grave. É que ele agora é, nada menos, que Director do Democracia Liberal. Ora toma! E aqui fica a notícia penitente.

Felicidades no novo cargo, são os meus sinceros votos. Cujas mordomias de função devem dar direito a gabinete condigno (bem espero que Manuel Monteiro trate bem os seus colaboradores dilectos). Assim sendo, aqui fica oferta de um apetrecho que não pode faltar no local de trabalho de um homem especialista em fumaças.

Aquele abraço.
Publicado por João Tunes às 17:42
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)

RECADO PARA O PUTIN QUE NOS VISITA

Discordia_50106.jpg

Bom era que tudo se estivesse a passar assim em Kiev. Mas os filhos de putin não deixam…

PUTIN, TIRA AS MÃOS DA UCRÂNIA!
Publicado por João Tunes às 17:10
Link do post | Comentar | Ver comentários (2)

ANTES QUE SEJA TARDE

r551498832[1].jpg

Estes já se apressam a tomar lugar na primeira fila para ver e ouvir a entrevista de PSL, mais logo na televisão.

Talvez já seja agora que só lhe fazem perguntas simpáticas. Se ainda não for desta, novas mexidas teremos a seguir. Quem se arrisca? Pois é, os jornalistas têm de perceber que existem para nós gostarmos de quem nos governa.
Publicado por João Tunes às 16:58
Link do post | Comentar

HOJE

r539107437[1].jpg

Serás sempre assim, mesmo assim não sendo.

Como podias ser papoila ou vento vindo do mar. E isso também tu não consegues ser. Nem ninguém.

Ou aquele poema que a Sophia estava para escrever antes de a levarem para descansar. E ela não mais regressa para nos dizer o que lhe vai na alma e assim vamos ter de ficar com essa sede.

Mas cada vez te pareces mais, sentindo-te assim mais, com tudo de que gosto e me emociona. Sobretudo, quando como hoje, mais um sinal de vida te faz um leve risco para me orientar os dedos.

Um beijo é pouco. Mas eu tenho sina de te dar sempre pouco. Um beijo, pois.
Publicado por João Tunes às 13:12
Link do post | Comentar
Segunda-feira, 22 de Novembro de 2004

ESPANHA – GUERRA CIVIL (1936-1939)

Milicianas[1].jpg

Colocámos uma série de posts (27 no total) dedicados a este tema. Pude constatar que eles mereceram interesse e apreciação positiva de alguns visitantes.

Dada a extensão e diversidade sub-temática do conjunto dos textos, a forma como foram aqui colocados (para mais, dispersos) não facilita a sua leitura integrada.

No sentido de facilitar a sua leitura continuada, resolvi transferi-los, concentrando-os e ordenando-os de forma descendente, para aqui, onde, julgo, poderão ser mais facilmente lidos. E discutidos. E rebatidos.

(na foto, milicianas desfilam em apoio da República)
Publicado por João Tunes às 17:05
Link do post | Comentar | Ver comentários (6)

ESPANHA – GUERRA CIVIL

franco.jpg

Dediquei noutro blogue, uma série de textos (27) de reflexão sobre a Guerra Civil em Espanha (1936-39), um tema que, do ponto de vista humano, histórico e político, me fascina.

Resolvi transferi-los para aqui de forma a permitir a sua leitura continuada.
Publicado por João Tunes às 16:48
Link do post | Comentar | Ver comentários (4)

ESPANHA – GUERRA CIVIL (1)

Espanha1.JPG

UMA AUTOCRÍTICA

“Sinto-me responsável por não ter impulsionado um debate sobre o nosso passado histórico, o franquismo e a Guerra Civil, na altura em que ele era, provavelmente, mais oportuno. Fui presidente do Governo, com maioria absoluta, na altura do quinquagésimo aniversário do começo da Guerra Civil e também de igual efeméride do fim da mesma. Duas datas bem significativas, em termos históricos. Teria até sido “conveniente” abrir um debate sobre o tema, nos momentos em que nós, os socialistas, estávamos em posições difíceis. Não o fiz, apesar de assistir, com mágoa, que o Vaticano continuava a beatificar dezenas, às vezes centenas, de vítimas do lado dos vencedores, exaltando-as como vítimas da “cruzada”, como ainda lhe chamam. Entretanto, não houve nem há exaltação, nem sequer reconhecimento, das vítimas do franquismo, por isso sinto-me responsável por uma parte da perda da nossa memória histórica e que permite agora que a direita se negue a reconhecer o horror que representou a ditadura, fazendo-o sem que por isso sofra castigo eleitoral e social, sem que os jovens se comovam, porque nem sequer sabem o que aconteceu.”

Estas são palavras de humildade e autocrítica ditas por Felipe González, numa entrevista ao jornalista e escritor Juan Luís Cebrián, inseridas no livro “El futuro no es lo que era”.

(na foto, freiras espanholas fazem a saudação fascista, celebrando a entrada vitoriosa de Franco em Madrid)
Publicado por João Tunes às 16:45
Link do post | Comentar | Ver comentários (1)
liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO