Terça-feira, 28 de Julho de 2009

All Garve, muito antes do Pinho, já teve turistas prematuros

 

Algarve, sol e mar: fala-se de falta de procura neste verão para tanta oferta. Nem sempre foi assim, havendo pobreza algarvia, quase sem oferta e muito rara procura. Até se dizia dos algarvios que eram alentejanos a quem tinham faltado os travões. Sou desse tempo.

 

Publicado por João Tunes às 12:16
Link do post | Comentar
7 comentários:
De mdsol a 28 de Julho de 2009 às 13:07
Fui ler. E estou com os olhos rasos de lágrimas. Revi-me pequenina em aventuras semelhantes, por motivos diferentes.

Posso mandar-lhe um abraço?
De João Tunes a 28 de Julho de 2009 às 13:48
As lembranças são como as cerejas, não é? Recebo e retribuo o abraço amigo, com todo o gosto.
De paulo santiago a 28 de Julho de 2009 às 15:23
João
Conheci o All Garve,utilizando a terminologia do
Pinho,via Guerra Colonial.Explico...havia aquela
história das madrinhas de guerra,havia quem
tivesse muitas, só tive uma,algarvia,jovem e
bonita...sorte minha.Agosto/71,férias, longe do
inferno das bolanhas da Guiné,aí vou até ao
Algarve,terminologia da época,precisamente para
Portimão,que não conhecia,nunca tinha passado o
paralelo de Beja,onde estivera no preâmbulo da
ida para aquela colónia africana.Não fui de autocarro,
fui de comboio,uma imensidão de horas,com um
baralho de cartas a fazer paciências. Lá cheguei à
cidade na foz do rio Arade,ficando aboletado num
quarto de uma amiga da minha jovem
madrinha de guerra.Ainda se sabia,naquela altura,
onde acabava Portimão e começava a praia da Rocha,
havia campos e muitas alfarrobeiras de permeio.Foram
uns magníficos dez dias que passei naquela terra...os
melhores da guerra colonial.
Voltei lá há vinte anos atrás...já sem nenhuma jovem
a aguardar-me...onde havia campos e alfarrobeiras,
havia betão...este já não era o meu Algarve...devia
ser o tal All Garve...nunca mais lá voltei...
Abraço
De João Tunes a 28 de Julho de 2009 às 22:44
Ó Paulo, fiquei com a sensação que o melhor da história da tua sortida algarvia ficou por contar...
De paulo santiago a 29 de Julho de 2009 às 01:45
Talvez João...talvez...nem tudo se conta...

Recebe um abraço
De Jorge Conceição a 28 de Julho de 2009 às 16:16
Li o seu belo texto nos «Caminhos da Memória», mas não lhe dou os parabéns, por este não ser caso único, de tal modo nos habituou à qualidade da sua criativa escrita!

Todos os que passàmos na infância por experiências desse tipo sentimos qualquer coisa mexer connosco. Na minha infãncia dos primeiros anos não tive problemas de engano: metiam-me num navio que, numa viagem de 4 dias até Lisboa, só tinha uma escala no Funchal. Mas mais tarde, na parte final da infância e início da adolescência, ia de férias a casa dos meus tios em Alter do Chão. E aí sim, havia coisas diferentes: ia de combóio até à estação do Crato e, então, ia os 9 km até Alter de carroça (geralmente uma galera de carga com dois rodados) puxada por dois machos com os guizos dos cabeções a tocarem durante todo o trajecto... E inesquecível!
De João Tunes a 28 de Julho de 2009 às 22:46
De quando neste país se andava de carroça, cada um tem a sua estória de viagem inesquecível para contar. Abraço.

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO