Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

DIA DO HOLOCAUSTO

 

Inevitável recordar, hoje, os 64 anos passados desde o primeiro encerramento de um campo de concentração nazi, o de Auschwitz, libertado pelo Exército Vermelho em 27 de Janeiro de 1945. Só neste campo, os nazis haviam liquidado um milhão de pessoas, judeus na sua esmagadora maioria. Mas Auschwitz foi apenas uma das peças da máquina de extermínio montada pela besta fascista. O animalesco humano, invocando a necessidade de apuramento da raça, paradoxalmente imitado pelos libertadores de Auschwitz sob pretexto de apurarem a classe, representado no Holocausto de que Auschwitz ficou como símbolo maior, é algo que ainda hoje consegue espantar-nos pelos caminhos a que podem levar o fanatismo ideológico. Como não deixa de surpreender que também hoje, perante a monstruosidade repulsiva do Holocausto, haja não só quem o negue (decerto para que ele se repetisse) como gostariam de o ver de regresso pela destruição de Israel, essa fantasia paranóica dos que, com o lenço “fatha” ao pescoço, lambem a propaganda do Hamas e a repetem da mesma forma que os velhos adoradores das SS gabavam nestes a sincronia dos seus passos de ganso após atulharem as câmaras de gás com descargas dos seus ódios aos judeus.
 
Adenda: A não perder a leitura deste post de Ana Cristina Leonardo. A mensagem do Secretário-Geral da ONU sobre a efeméride pode ser lida aqui.

 

Publicado por João Tunes às 17:11
Link do post | Comentar
7 comentários:
De Ana Cristina Leonardo a 27 de Janeiro de 2009 às 22:26
há coisas curiosas. sem ligar à data, postei hoje na Pastelaria, ou voltei a postar, melhor dizendo, um texto sobre uma ida que fiz em 1995 a Auschwitz; mais curioso ainda, escolhi para ilustrar o texto uma foto da libertação do campo pelo exército vermelho. grande coincidência, que me deixa um pouco sem palavras
De João Tunes a 27 de Janeiro de 2009 às 23:01
Excelente post o seu.
De Ana Cristina Leonardo a 27 de Janeiro de 2009 às 23:09
obrigada. e até lá pus uma adenda, tão atarantada fiquei
De Ana Cristina Leonardo a 27 de Janeiro de 2009 às 23:12
e não é o joão tb. pôs?! só vi depois de publicar o comentário. duas coincidências assim, no mesmo dia, nem a Rebelo Pinto. e fico-me por aqui que ainda acabo o dia mística
De João Tunes a 28 de Janeiro de 2009 às 21:00
Eu chamava-lhe intuição cívica.
De nuno granja a 27 de Janeiro de 2009 às 23:15
João Tunes,

Desta vez não concordo consigo, por muito mau que seja o Hammas (e é do piorio), Israel rouba à décadas, dignidade, território e recursos aos palestinianos, condiciona gerações inteiras a uma vida de campo de concentração e no minimo é um regime racista.
Para chegar a esta conclusão, não preciso de ver blogs de esquerda pró-palestiniana, basta ler entre outros um artigo de fundo sobre a matéria, publicado há uns poucos de anos na National Geographic Magazine...como tal considero que Israel tem o que merece.

Já tive admiração por Israel, no tempo em que lia o Exodus ou os relatos sobre Setembro Negro ou Entebe nas Selecções R. Digest e embora saiba que em 48 tenham sido os palestinianos a iniciar a hostilidades, hoje tenho uma opinião diametralmente oposta.

Hitler com os judeus e Stalin com o thechenos bem tentaram, mas não se pode exterminar um povo inteiro nem ganhar todas as guerras.

Espero estar errado mas creio que a janela de oportunidade para resolver a disputa a bem, fechou uns anos após a guerra do 6 dias e infelizmente a coisa vai acabar mal.

É só uma questão de tempo até os miúdos que tem pedras tenham RPGs e os facinoras mais atrás em vez de um rockets mal amanhados, terem uns misseis terra ar e ai na "terra que lhes foi prometida" a coisa mudará de figura como na "nossa" Guiné ou no "Afeganistão" dos russos.

Sobre uma certa esquerda, que cá defende casamentos gay, mas nestas crises anda de mãos dadas com movimentos que excutam homosexuais, também não tenho grande admiração, mas a ocupação de terras de outros povos acaba invariavelmente mal.

De João Tunes a 28 de Janeiro de 2009 às 21:35
Pode ser que Obama nos surpreenda.

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


. 4 seguidores

João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO