Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008

A COERÊNCIA DA MARCHA DA HIPOCRISIA

 

 

No editorial do “Avante” de hoje, o PCP explica o seu conceito de coerência que unifica o apoio entusiasmado e acrítico à ditadura cubana que eleva ao altar do “exemplo” (arriscando-se, aqui, a ser rapidamente ultrapassado pela realidade e a fazer figura de “mais papista que o papa”) com o significado da marcha que está a organizar para o próximo sábado (1 de Março) pela defesa da liberdade e da democracia em Portugal (partindo do princípio que, aqui, não na Cuba adorada - a do partido único, da sucessão familiar de presidentes, da ausência de liberdades, dos trezentos presos políticos por delitos de opinião, da miséria e da escassez, da ausência de vida sindical, da repressão a qualquer ajuntamento que possa redundar numa espécie de manifestação, do acesso interdito à Internet -, é que liberdade e democracia estão sob ameaça mortal).  

 

Há, na intervenção do PCP ao longo dos seus 87 anos de vida, uma profunda coerência em todas as questões que têm a ver com princípios e valores que determinam a razão de ser do Partido.

(…)

É essa solidariedade que está contida nas saudações enviadas pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, aos novos presidentes de Cuba e de Chipre, camaradas Raul Castro e Dimitris Christofias – no primeiro caso manifestando «a confiança dos comunistas portugueses no prosseguimento dessa fascinante obra colectiva do povo cubano – a sua revolução socialista – que continua a inspirar e a servir de exemplo a todos aqueles que no Mundo prosseguem a luta pela paz, o progresso, a democracia e o socialismo».

(…)

no próximo sábado vamos para a rua lutar pela liberdade e pela democracia – nós, os militantes comunistas, e todos os que a nós se queiram unir nesta luta que é de todos os democratas.

 

Claro que alguns ou mesmo muitos dos que vão marchar no próximo sábado em Lisboa ao lado e sob comando de Jerónimo de Sousa, são pessoas crédulas quanto aos valores da liberdade e da democracia. Que estão justamente indignados com os tiques autoritários e autistas de que este governo, repetidamente, dá sinais. E lá estarão sobreviventes da luta contra o fascismo, homens e mulheres que deram o melhor das suas vidas a esse combate e para os quais temos uma dívida de agradecimento pelo regresso de Portugal à vida democrática que lhes permite, nos permite, hoje, manifestarem-se e defenderem livremente as suas ideias e exprimirem as suas indignações. Como é claro que, sendo a democracia uma obra permanentemente inacabada, todas as oportunidades são úteis para exigir, e construir, mais democracia na democracia. Sendo igualmente certo que a democracia não se esgota nas regras da vida política e partidária e que as profundas desigualdades sociais, escandalosas pelos extremos que atingiram em Portugal, são uma expressão inadmissível de falta de qualidade da nossa democracia.

 

Mas a ideia organizativa desta marcha, o seu evidente sentido manipulador, o cerne da hipocrisia que a sustenta, é, até porque o “Avante” assim o explica, não mais e melhor democracia, não mais liberdades, não menos desigualdades sociais, mas sim a transformação deste sistema e deste regime num processo impositivo e autoritário em que a sociedade se reja por um único e “esclarecido” partido, destruindo liberdade e democracia, nem sequer melhorando socialmente os do meio e do fim da escala social, reproduzindo o “exemplo” que apontam, o de Cuba, a ilha-prisão. Marchem bem com as bandeiras da hipocrisia bem desfraldadas. Experimentem, depois, repeti-la em Havana, pedindo para os cubanos um milésimo da democracia imperfeita de que aqui se queixam. Mas levem bolachas, uns enchidos e, para os que fumam, uns maços de cigarros. Vão-vos fazer falta nas versões Caxias e Peniche dirigidas pelos carcereiros cubanos.

 

Publicado por João Tunes às 12:27
Link do post | Comentar
5 comentários:
De Augusto a 29 de Fevereiro de 2008 às 16:48
Bom post. Totalmente de acordo.
Nunca é demais denunciar a hipocrisia daqueles que
apoiam os regimes totalitários de Cuba, Coreia do Norte, China, Irão e grupos terroristas como as FARC,
Hamas, Hezbolah e outros.
De Jotaerre a 29 de Fevereiro de 2008 às 23:07
E o Menezes, pá? Estão a esquecer-se do Menezes! Ele também apoia as manifs do PCP além de, em relação a Cuba, também apoiar as praias.
De Patricia a 1 de Março de 2008 às 15:22
A manifestação é anunciada pela defesa da liberdade e da democracia,mas é essa mesma liberdade e democracia que lhes permita faze-la.É evidente que a situação em que vivemos não é a melhor,contudo os apoiantes do PCP lá irão dizer as palavras de ordem e assobiar, mas pessoalmente,na grande maioria dos casos,não se informam sobre as questões,não ouvem outras opiniões,não assistem a debates,não tem por hábito ler outros jornais para além do Avante,e outra coisa que não lhes é valorizado,que é o estudo durante a vida.
De Anónimo a 1 de Março de 2008 às 20:42
50 000 na rua.
De João Tunes a 2 de Março de 2008 às 15:09
Até podiam ser 100 000. Ou mais. Tantos como os que vinham, igualmente encabrestados em autocarros, encher o Terreiro do Paço para aplaudir Salazar e gritarem "Angola é nossa". Nada disso, o número, muda a substância do que uns queriam e outros querem: uma "certa" ditadura (variando o modelo) como coisa melhor que a democracia.

Comentar post

liuxiaobo.jpg

j.tunes@sapo.pt


João Tunes

Pesquisar neste blog

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Nas cavernas da arqueolog...

O eterno Rossellini.

Um esforço desamparado

Pelas entranhas pútridas ...

O hino

Sartre & Beauvoir, Beauvo...

Os últimos anos de Sartre...

Muito talento em obra pós...

Feminismo e livros

Viajando pela agonia do c...

Arquivos

Maio 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Junho 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Links:

blogs SAPO